As 5 vantagens em investir em uma franquia de tecnologia

 As 5 vantagens em investir em uma franquia de tecnologia

O mercado de tecnologia está em ampla expansão e não para de crescer. Para se ter uma ideia, a quantidade de abertura de empresas de tecnologia no Brasil subiu mais de 200% de 2011 a 2020, segundo dados da Datahub.

Não é à toa que os brasileiros estão de olho neste segmento. Um estudo realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), em 2020, mostra que o Brasil está na 9ª posição no ranking mundial de TI, sendo líder da América Latina. Ao todo, o país teve um crescimento de 22,9%, investindo cerca de R$ 200 bilhões.

Os reflexos da pandemia também contribuíram para a aceleração da transformação digital. Empresas que ainda não tinham enxergado a importância da tecnologia em seus negócios, se viram obrigadas a se adaptarem para se manterem de pé. Por isso, muitas delas passaram a utilizar softwares de gestão em nuvem e de vendas online.


“É indiscutível que a pandemia forçou a aceleração da transformação digital. O estudo da ABES mostra claramente um aumento expressivo da utilização de soluções tecnológicas em 2020, impactando principalmente o mercado de software, que cresceu mais de 29% no período”, explicou Rodolfo Fücher, presidente da ABES.

No setor de franquia o desempenho não foi diferente, foram mais de R$ 185 bilhões de receita em 2021, crescimento de 10,7% em relação ao ano anterior, de acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF). O bom desempenho, mesmo em meio a uma pandemia, deve-se principalmente à capacidade das redes de franquias de passar por uma adaptação, tornando seus processos mais digitais.

“Houve um tempo que a utilização de software era acessível apenas para grandes conglomerados, devido ao alto custo das plataformas. Mas com o avanço da tecnologia, as soluções se tornaram acessíveis e agora um pequeno negócio familiar pode ter ao seu alcance uma ferramenta de gestão e de vendas por um baixo valor mensal, que irá ajudá-lo a gerar relatórios de comissão, conferir, registrar e controlar com precisão o estoque, módulos para acompanhar a saúde financeira do negócio, dashboard que permite gerenciar os pedidos, as vendas e cadastrar produtos e clientes, entre muitas outras soluções”, explicou o especialista Ricardo Sanches, gerente de produtos do Lukro, franquia que desenvolve softwares inteligentes.

Para aqueles que desejam ingressar neste setor, uma das modalidades mais seguras de se investir é através da franchising, uma vez que as redes de franquia já possuem um modelo de negócio testado e aprovado pelo mercado.

Entre as vantagens deste modelo, estão:

1. Atuar com uma marca consolidada no mercado

Um dos principais fatores que faz o cliente fechar uma compra é conhecer a reputação da empresa. Se a companhia tem anos de mercado e é uma referência daquele setor, as chances de conquistar o público-alvo é muito maior do que uma empresa que começou do zero e ainda está em desenvolvimento.

2. Modelo de negócio pronto e operante

Outra vantagem para o empreendedor é que uma franquia possui todo o modelo de negócio já pronto, desde estudo de mercado, definição de produtos, métodos de marketing, entre outros. Isso significa que o franqueado não vai perder tempo e nem precisar investir nesta etapa, porque todo o processo já foi feito e testado por anos pelo franqueador, até chegar em uma fórmula ideal.

No caso de uma franquia de tecnologia, esse passo é ainda mais importante porque leva meses e muito investimento para desenvolver plataformas que possam ser utilizadas sem problemas pelo cliente final.

3. Estrutura reduzida e baixo investimento

Muitas marcas disponibilizam modalidades de franquia mais enxutas, que não necessitam de investimento estrutural ou em compra de produtos, muitas vezes permitindo até trabalhar de casa, apenas com um notebook e um celular. Assim, mesmo pessoas que querem empreender, mas contam com um capital reduzido, podem iniciar o próprio negócio com uma rede.

4. Baixo risco de fracasso

Segundo o Sebrae, a taxa de mortalidade de empresas com até dois anos de operação é de 23%. Enquanto na franchising, o mesmo indicador é de 3%. Isso acontece porque o franqueador passa pela parte mais desafiadora do empreendedorismo, que é desenvolver e consolidar um negócio.

Como todos os processos já estão padronizados no momento em que um franqueado se torna parceiro, as chances de fracassar são muito baixas.

5. Treinamento e suporte

O franqueado realiza um treinamento antes de implantar o seu negócio e recebe suporte constante ao longo da sua caminhada dentro de uma rede de franquias. Essa é uma parte importante tanto para a rede, que quer manter o prestígio da marca e sua reputação, como para o franqueado, que se sente seguro e preparado para gerenciar a sua unidade.

“Ao ingressar em uma rede de franquias, o franqueado se torna um representante da marca. Dessa maneira, ele tem acesso a todo o conhecimento e as soluções do negócio, que muitas vezes levou anos para ser construído. Costumo dizer que é um grande atalho que pode fazê-lo decolar e conquistar grandes rendimentos”, finalizou Ricardo Sanches, da franquia Lukro.

Outras notícias