Brasil é o quarto país com maior número de tentativas de ataques por e-mail

 Brasil é o quarto país com maior número de tentativas de ataques por e-mail

A cibersegurança virou item indispensável para as empresas que visam impedir a invasão e roubo de dados capazes de comprometer o funcionamento e o posicionamento estratégico dos negócios no Brasil.

Segundo o relatório  “Fast Facts” da Trend Micro, o Brasil ocupa a quarta posição no ranking dos países com mais ataques direcionados por e-mail. Em 2020, a população brasileira sofreu mais de 8,4 bilhões de tentativas e ameaças de ataques cibernéticos. O número impressiona e representa mais de 20% dos casos registrados em toda a América Latina, que somaram 41 bilhões.

De acordo com o relatório da IDC Brasil os investimentos com serviços de segurança de dados superarão US$ 1 bilhão em 2022. Para Rafael Coutinho, regional account manager da Fortinet essa é uma preocupação que não somente as empresas precisam ter. “Tanto empresas quanto pessoas precisam da conscientização, afinal, diariamente enviamos informações sensíveis sobre nossas vidas para empresas como Facebook, Google, Microsoft, entre outras”, aponta.


De acordo com Eurípedes Junior, analista de TI da Globaltec a cibersegurança é fundamental para todas as pessoas. “Vivemos em um mundo de conectividade, e as empresas precisam cada vez mais desenvolver práticas e mecanismos capazes de eliminar e/ou reduzir riscos e falhas para se defender de hackers e criminosos virtuais”, determina.

Os ataques cibernéticos acontecem em um momento de mudanças em que as empresas de tecnologia vêm desenvolvendo e experimentado novos recursos e serviços. Para a diretora administrativa e financeira da Globaltec, Cintia Tertuliano, o tema de cibersegurança nas organizações é primordial. “Com a transformação digital as empresas precisam pensar nas estratégias do futuro, agora, no presente”, acrescenta.

Treinamento e conscientização em proteção de dados

Para Cintia Tertuliano é preciso investimento e estratégias de promoção para atuar nos vários momentos da cadeia de valor. “Essas ações são capazes de prevenir, monitorar e defender as empresas, organizações governamentais e cidadãos contra os ataques à segurança cibernética”, finaliza.

De 21 a 25 de março aconteceu na Globaltec a Semana de Conscientização contra Ataques Cibernéticos realizada em parceria com a Fortinet, multinacional da Califórnia que comercializa produtos e serviços de cibersegurança. Os cursos promoveram a importância da proteção dos dados no Brasil e iniciativas de prevenção através de um passo a passo de como evitar ataques cibernéticos.

Na ocasião mais de 200 colaboradores tiveram acesso a capacitação e treinamento sobre o tema. Segundo o analista de TI da Globaltec, Eurípedes Júnior, o curso foi gratuito. “O principal objetivo foi promover na empresa a sensibilização sobre a proteção de dados e segurança da informação aos colaboradores”, esclarece.

Outras notícias