Brechós conquistam públicos com tendências sustentáveis

 Brechós conquistam públicos com tendências sustentáveis

A indústria da moda é hoje considerada a que mais polui o meio ambiente, a começar pela produção de suas peças e terminando pelo seu descarte, que normalmente é precoce, não é feito de forma correta e acaba demorando anos e anos para se decompor.

Não é de hoje que o termo sustentabilidade aparece em alta nos noticiários e, a cada dia que passa, é cada vez mais visível a necessidade de mudar os hábitos e colaborar para um meio ambiente mais saudável e menos poluído.

O índice de poluição ao meio ambiente que a indústria da moda traz é tão significativo que, em uma pesquisa realizada pelo Movimento Portal Ecoera e pela Vicunha Têxtil, foi constatado que o processo de confecção de apenas uma calça jeans leva em torno de 5.196 litros de água nas etapas de tinturaria, e essa água não acaba sendo reutilizada depois pelo fato de conter resíduos e sujeiras e seu fim é o descarte na natureza, o que faz com que o solo também seja poluído.


Atualmente a tendência da sustentabilidade tem se expandido, principalmente por conta das gerações Y e Z que incentivam e seguem essa tendência sustentável. É também a geração Z a responsável pelo crescimento e impulsionamento de brechós e peças de segunda mão, pois por consumirem de forma consciente, recorrem aos brechós para desapegar e obter novas peças.

Tatiane Roque, fundadora e CEO da empresa Brechó Closet de Luxo explica porque acredita que os brechós têm se tornado grandes aliados nessa questão da sustentabilidade e consumo consciente: “ao desapegar de peças que estão guardadas a um tempo em seu guarda-roupa, você acaba permitindo que outra pessoa consiga fazer um bom uso da mesma, o que acaba aumentando sua vida útil e impedindo o seu descarte precoce no meio ambiente”.

Com relação às peças de luxo, (segmento em que seu brechó está inserido), Roque ainda pontua: “alguém que comprou e utilizou uma bolsa da marca Louis Vuitton durante 6 anos, por exemplo, pode vir até o nosso brechó para despegar, vender e permitir que o cliente que comprar essa peça a utilize por mais 6 anos, aumentando a vida útil dessa bolsa em 12 anos. E isso torna todo o contexto revolucionário, pois a mesma pessoa que desapegou, pode comprar uma outra peça conosco, dando vida útil a mais uma peça”. Com isso, é possível entender como funciona a moda circular e a forma de consumo consciente.

É necessário entender os danos causados pelo ser humano no meio ambiente e dessa forma descobrir novas formas e utilizar de ferramentas que contribuem para um planeta mais saudável e sustentável.

Para saber mais, basta acessar: https://brechoclosetdeluxo.wordpress.com/2020/04/07/consumo-consciente-x-brechos-conheca-a-relacao-entre-eles/

Outras notícias