CBL ajuda Guardiões da Floresta a salvar pesquisa da memória de povos indígenas

É impossível imaginar a vida atual sem praticidades como a internet, HDs externos e aparelhos móveis como celulares, notebooks e tablets. É justamente esse tipo de tecnologia que viabiliza alguns dos trabalhos do Instituto Guardiões da Floresta (IGF), dedicado a arquivar, preservar e fortalecer a cultura de povos amazônicos. 

E foi por conta de uma falha em um HD externo, parceiro de viagens de tantos profissionais que registram som e imagem, que, por pouco, quase seis anos de trabalho se perderam. 

“O HD caiu no chão, de uma altura equivalente a uma mesa. Foi o bastante para não conseguirmos mais acessar os arquivos”, recorda-se Yan Saldanha, membro do IGF e especialista em captação de som para TV e cinema – o equipamento continha gravações de cantos e contos de povos indígenas Yawanawa e Huni Kuin. Essas duas etnias somam cerca de 17 mil pessoas, localizadas na região do Estado do Acre. 


O IGF faz esse tipo de captação para conservar e catalogar uma biblioteca de áudio, dentro do centro Aldeia Akasha, em Itaipava (RJ). 

“O dano causado por impactos físicos é um dos mais comuns e que mais podem provocar perda de dados”, comenta o CEO da CBL Tech, Romildo Ruivo – e, na maioria dos casos, é importante não tentar resolver o problema sem ajuda profissional. “No caso do HD que o IGF nos enviou, foi possível recuperar 100% dos dados, o que nos causa um orgulho extra pois, além de efetuarmos uma recuperação integral, entendemos que ajudamos a recuperar um material importante para os povos indígenas do país.”

“Cantos que contem histórias antigas, suas crenças e seus saberes são de extrema importância para os povos originários. E por meio desse acervo, indígenas e não indígenas têm a oportunidade de conhecer um pouco mais desta cultura, linda e rica, sabedoria em forma de música”, diz Saldanha. Em quatro dias, o IGF já pôde obter via nuvem, todo o material que corria risco de desaparecer. 

Ruivo recomenda que “trabalhos como esse realizados pelo Instituto Guardiões da Floresta podem se beneficiar de tecnologias como o backup em nuvem. Assim, mesmo que os arquivos em uma mídia física desapareçam, existe sempre uma versão idêntica salva no cloud backup. Dessa forma, é impossível perder o material”.

Além da recuperação de dados e serviço de cloud backup, a CBL também oferece serviços como pesquisa forense, destruição de dados sensíveis, entre outros.

Outras notícias