Cresce competitividade digital em serviços financeiros

 Cresce competitividade digital em serviços financeiros

O setor bancário, e os serviços financeiros em geral, atualmente enfrentam o desafio de atrair e reter uma base de clientes que se caracteriza por ser cada vez mais digital, exigente e mais difícil de reter. O setor passou por uma transformação extraordinária nos últimos anos, caracterizada inicialmente pela redução do contato físico com os clientes e, apesar de ainda existirem perfis de usuários ou determinados procedimentos em que ainda há demanda de atendimento presencial, a realidade é que a maioria dos clientes do setor vem se redirecionando para o mundo digital.

Neste contexto, especialistas da Liferay, empresa desenvolvedora de uma plataforma de experiências digitais (DXP) baseada na nuvem, a partir de sua experiência no campo das plataformas digitais e no setor financeiro que atende em todo o mundo, compilou três tendências em que o mercado de serviços financeiros está focando quando o assunto é competitividade digital:

  1. O impacto do data driven: o uso inteligente e estratégico dos dados já marca o presente e o futuro das experiências bancárias. Empresas líderes em serviços financeiros colocam o usuário no centro da estratégia e contam com os dados e sua análise avançada. Os dados são um passo fundamental para conhecer os clientes, oferecer serviços e produtos financeiros mais personalizados e adaptados às suas necessidades. Essas empresas não podem arcar com pontos de atrito nas experiências que oferecem e precisam de ferramentas que as ajudem a revisar e mensurar todos os processos para otimizá-los. Por isso, apontam os especialistas da Liferay, o mercado testemunhará um maior comprometimento com essa tendência no curto e médio prazo.
  2. Omnicanalidade: o setor financeiro enfrenta o desafio de conseguir uma experiência fluida e transparente através de todos os pontos de contato – nas agências, via smartphone, na web, por telefone, etc. As ferramentas digitais como os portais de clientes e a IA aplicada a chatbots são usadas como peças importantes desse quebra-cabeça. Conforme apontado pelos especialistas da Liferay, estas ferramentas ajudam a melhorar a experiência do cliente e sua autonomia, além de facilitar as interações.
  3. O uso do cloud: entre as principais vantagens que o cloud pode oferecer para a transformação digital do setor financeiro estão: maior agilidade na adaptação aos ciclos econômicos e padrões de demanda, redução de custos operacionais e aceleração do time to market. A capacidade de crescimento atrelada à escalabilidade das soluções digitais de forma automatizada é uma grande oportunidade para o setor financeiro, conforme apontam os especialistas da Liferay, especialmente para atender com maior eficiência às demandas desses usuários digitais cada vez mais exigentes. “Muitas fintechs conseguiram se posicionar no setor bancário seguindo esse modelo. Não há dúvidas de que as empresas de tecnologia capazes de oferecer alternativas de nuvem em suas ofertas de serviços serão as mais bem posicionadas para atender às necessidades desse setor”, destacou Emanuel Di Matteo, General Manager da Liferay na América Latina.

“Hoje, produtos financeiros podem ser replicados. Por isso as empresas do setor estão buscando diferenciação através de estratégias que visam a satisfação do cliente, prestando um serviço único, que facilite a sua fidelização e resulte em um aumento da própria rentabilidade”, conclui Di Matteo.


Outras notícias