Dicas para renegociar as dívidas e sair do vermelho

 Dicas para renegociar as dívidas e sair do vermelho

Dívidas vencidas são um grande obstáculo para o controle financeiro de muitas pessoas, afinal, quanto mais o tempo passa, mais os juros aumentam. Todavia, é comum que consumidores não saibam o que fazer para renegociar e pagar o valor devido, sem prejudicar ainda mais o orçamento pessoal.

A boa notícia é que boa parte dos credores se mostra aberta a negociar com o devedor, e os acordos podem ser vantajosos para ambas as partes. Contudo, quem deseja renegociar suas dívidas precisa estar atento a alguns pontos importantes para que tudo corra bem. Nesse sentido, vale a pena observar aspectos como os apontados nos próximos tópicos:

Analisar a situação


A primeira coisa que deve ser feita é analisar cuidadosamente todas as partes da dívida. Nesse sentido, é preciso somar todas elas e considerar quanto tempo será necessário para pagá-las. Aliás, por menor que seja algum valor, ele não deverá ser deixado de lado.

Conversar com os credores

Muitas dívidas atrasadas são cobradas por empresas especializadas. No entanto, sempre que possível deve-se procurar renegociar diretamente com o credor. Isso pode ajudar a evitar gastos adicionais e até facilita um acordo mais flexível.

Ser amigável

Sem dúvidas, problemas financeiros geram muito estresse, por isso, é muito fácil que o devedor se emocione ou exagere nas reações ante o credor. Contudo, é necessário ser o mais amigável possível para manter o foco no assunto.

É preciso ter em mente que a calma na hora de negociar as contas é essencial para uma boa comunicação e, claro, para o pensamento racional.

Conhecer os direitos

Antes de tentar uma renegociação, o consumidor com contas atrasadas precisa conhecer bem os seus direitos. Infelizmente, muitos cobradores de dívidas podem agir de má-fé e tentar tirar vantagem do devedor.

Buscar benefícios

Embora seja uma situação crítica e complicada, o processo de renegociação de dívidas pode possibilitar algumas coisas vantajosas para o devedor. Por exemplo, quando o credor sabe que tem poucas chances de ganhar uma ação judicial contra o consumidor, é mais provável que esteja aberto a um pagamento parcial.

Qual o valor que será pago

Tão importante quanto pagar uma dívida em atraso é saber se as parcelas da negociação para sair do vermelho não vão comprometer ainda mais o orçamento. Por isso, o devedor, antes de oferecer uma proposta de pagamento, precisa estar ciente de suas receitas e despesas, incluindo possíveis eventualidades.

Cortar gastos e realizar um planejamento financeiro

Salvo em casos de imprevistos, as dívidas surgem e se acumulam em decorrência da falta de um planejamento financeiro. Sendo assim, esse ponto deve estar bem definido antes mesmo de a pessoa decidir negociar com seu cobrador.

Além de avaliar quanto poderá pagar por mês, também vale a pena listar onde os gastos poderão ser cortados, visando uma economia maior e uma recuperação financeira mais rápida.

Uma planilha ou até um simples caderno de anotações podem ajudar nesse controle.

Comunidade Financeira

O Bullla é uma plataforma de empréstimos online voltada para pessoas físicas, com soluções e serviços financeiros sem burocracia, com parcelas e juros acessíveis.

Mais informações em https://www.bullla.com.br/

Outras notícias