Empresa catarinense envia ajuda humanitária para Ucrânia e para Guiné-Bissau

 Empresa catarinense envia ajuda humanitária para Ucrânia e para Guiné-Bissau

Passados mais de 100 dias do conflito na Ucrânia, o país segue em situação de emergência. A FG Empreendimentos, com sede em Balneário Camboriú (SC), dentro de sua gestão de governança corporativa, vem desenvolvendo ações humanitárias não apenas em sua área de atuação, mas também preocupada com o momento atual, com as perdas da Ucrânia e reforçando o objetivo de ajudar no combate à fome no mundo, trazendo dignidade aos necessitados.

No final de maio a empresa enviou ajuda humanitária para Ucrânia e para Guiné-Bissau. A missão foi liderada pelo missionário Luiz Américo Paulino e teve duração de 15 dias. Ele saiu sozinho de Guiné-Bissau e na Holanda se encontrou com quatro voluntários brasileiros e caminharam até a fronteira da Polônia para entregar os donativos. Como a entrada na Ucrânia estava lenta, os donativos foram entregues na cidade de Zamosc, fronteira da Polônia com o país atingido, para uma comunidade que estava acolhendo refugiados e crianças órfãs. Foram doadas cerca de três toneladas de comidas, produtos de higiene e itens de sobrevivência, como medicamentos.

Depois da entrega aos refugiados, a missão retornou para a Aldeia de Lemberem, na Guiné-Bissau. No caminho o missionário se deparou com muita gente e foi arrecadando, principalmente mobiliário para equipar escolas e donativos que garantiram dignidade a mais de mil crianças na aldeia. Na localidade, atualmente existem oito escolas. Luiz reside na região há 20 anos, ajudando a transformar realidades, em regiões precárias, no meio da selva. “É um trabalho transformador, nossos professores de hoje são nossos alunos de ontem, que começaram aqui analfabetos e hoje nos ajudam nessa caminhada”, comenta.


Foram 14 países, em 15 dias, contemplando duas ações humanitárias. Foram muitas pessoas que se mobilizaram e acabaram impactando positivamente muitas pessoas. “Com todas as doações, foram mais de R$ 250 mil reais mobilizados, que se transformaram em dignidade e um sobreviver para muitas pessoas que já não acreditavam em um futuro”, completa o missionário.

“Faz parte do nosso escopo auxiliar de alguma forma quem está necessitando de ajuda. Na nossa cidade e arredores já fazemos esse tipo de trabalho de forma voluntária e, com isso, esperamos que mais empresas possam fazer seu papel na sociedade, que é de ajudar o próximo. Que seja um incentivo para que outras pessoas façam o mesmo. O muito ou o pouco podem fazer diferença na vida de alguém que não tem nada ou está perdendo tudo, como é o caso do povo da Ucrânia. Além disso, nos familiarizamos com os brasileiros que vivem por lá! Toda ajuda nesse momento é bem-vinda. E o trabalho na Guiné-Bissau é inspirador, crianças buscando a mudança, no meio da selva, é impossível não se sentir sensibilizado”, finaliza o presidente da FG Empreendimentos, Jean Graciola.

Outras notícias