Entrega de declarações do Imposto de Renda 2022 ultrapassa 18 milhões

De acordo com a Receita Federal, a partir do portal gov.br, até às 11h do dia 02 de maio deste ano, foram entregues 18.397.053 declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2022, ano-calendário 2021. Espera-se que 34.100.000 declarações sejam enviadas.

Ressalta-se ainda que o imposto deve ser pago ao longo do ano (ano-calendário), no momento em que os rendimentos são recebidos, sendo pago, em alguns casos, pela fonte pagadora ou até mesmo pelo cidadão, por meio do carnê-leão, assim como em ocasiões em que haja ganhos de capital na venda de bens e direitos.

No ano seguinte (ano-exercício), ao realizar a declaração, é necessário analisar se ainda há algum imposto a ser pago ou restituído. Caso dê um resultado de imposto a pagar, é necessário pagar tal diferença, a qual pode ser dividida em até oito quotas mensais e sucessivas, desde que cada uma esteja abaixo de R$ 50,00.


Caso o imposto a ser pago esteja abaixo de R$ 10,00, não é necessário fazer o pagamento, e valores entre R$ 10,00 e R$ 100,00 devem ser pagos de uma vez. Após o envio da declaração, é possível realizar a impressão do DARF para pagar o imposto no próprio programa, no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal (e-CAC) ou por meio do aplicativo para smartphones.

Receita apresenta calendário de restituição do Imposto de Renda 2022

Ainda sobre o imposto de renda – que pode ser resolvido por meio de uma contabilidade on-line -, de acordo com a Receita Federal, pelo portal Jornal Contábil, o cronograma de restituição do imposto de renda é calculado a partir da ordem de envio da declaração. Dessa forma, quanto mais cedo for enviada, é provável que o contribuinte seja encaixado nos primeiros lotes.

No primeiro lote, são atendidos idosos a partir de 60 anos, pessoas com deficiência, professores e demais grupos. Em relação ao cronograma deste ano, este lote ficou para o dia 31 de maio; o segundo lote, para 30 de junho; o terceiro lote, para 29 de julho; o quarto lote, para 31 de agosto; e o quinto lote, para 30 de setembro.

Pode-se consultar a restituição do imposto por meio do site da Receita Federal e pelo aplicativo para smartphones. Caso o valor não esteja na conta mostrada na declaração, é possível fazer o resgate no Banco do Brasil em até 1 ano.

Ressalta-se, ainda, por meio do portal UOL, que, para consultar o andamento da declaração, basta acessar o e-CAC, informar o CPF, código de acesso e senha. Além disso, é possível entrar no mesmo link a partir de uma senha “gov.br”, a qual dá acesso para todos os sites do Governo Federal. Após entrar no centro virtual, basta clicar em “Meu Imposto de Renda”, “Processamento” e “Extrato do Processamento”. A partir disso, é necessário escolher o ano desejado da consulta.

Outras notícias