Estradas do oeste baiano ajudam no transporte de 300 mil toneladas de grãos

 Estradas do oeste baiano ajudam no transporte de 300 mil toneladas de grãos

Novas estradas construídas e restauradas em Formosa do Rio Preto, no oeste baiano, vêm ajudando o escoamento de cerca de 300 mil toneladas de grãos de milho, soja e algodão da safra de 2022. Pelo menos 10 mil caminhões e carretas passaram pela BA 458 e pelas estradas que cortam as fazendas que produzem essas culturas nos seis primeiros meses do ano. Os investimentos das obras foram da ordem de R$ 6 milhões em 2021. A previsão é de que outros 10 mil veículos deste porte cruzem as estradas até o fim do ano transportando grãos.


A primeira estrada beneficiada foi a BA 458, que recebeu 35 quilômetros de asfalto, no trecho que liga os municípios de Formosa do Rio Preto e Riachão das Neves (BA). As obras de pavimentação e sinalização foram realizadas por meio de uma PPP (Parceria Público-Privada) entre o Governo do Estado da Bahia, empresários e as associações de produtores locais, como a Abapa – Associação Baiana dos Produtores de Algodão.

Outros oito quilômetros da BA 458 estão passando por levantamento topográfico para as obras de construção e melhorias, envolvendo uma equipe de 20 pessoas entre engenheiros, técnicos e operadores de maquinário, contratados pelos empresários. “Vamos viabilizar as obras de terraplanagem, com recursos próprios, para melhorar as condições desta importante via que chega até a rodovia TO 387. Esta é mais uma ação para melhorar a movimentação de caminhões que fazem o escoamento da produção do agronegócio do Oeste baiano”, afirma Daniel Ferraz, gerente Administrativo e Financeiro do Agronegócio Estrondo, uma das empresas que participa do projeto.

A melhoria dessas vias pode ser vista também pela população local, que usufrui delas para seu deslocamento. A finalização das obras de terraplanagem deve ocorrer até novembro de 2022.

Outras notícias