Nova plataforma busca empréstimos com juros mais baixos para servidores de SP

 Nova plataforma busca empréstimos com juros mais baixos para servidores de SP

Os brasileiros que precisam de empréstimos estão sentindo os impactos do aumento da taxa Selic. Mesmo os servidores públicos, que podem optar pelo consignado, desconto em folha, não estão livres de tarifas maiores ao recorrer aos bancos. Uma fintech está mudando essa realidade, driblando as taxas altas, por meio de um aplicativo disponível para os servidores estaduais de São Paulo.

O aplicativo Konsi recebe as informações do Portal do Servidor, após cadastro e autorização do cliente, e faz essa busca entre as diversas instituições financeiras. “O consignado oferece juros pelo menos quatro vezes mais baixos que o crédito pessoal comum. Mesmo assim, existem variações entre os bancos, entre 1 e 2% ao mês. Queremos ajudar o servidor a buscar a melhor opção”, explica Paulo Fontes, CEO da fintech.

Já atuando no serviço público da Bahia, o aplicativo possui mais de 6.500 usuários e cerca de 11 mil downloads, totalizando R$ 22,5 milhões em movimentações bancárias. Os empréstimos consignados são firmados no próprio aplicativo, evitando que o usuário tenha que ir a bancos e enfrentar filas. “Queremos ajudar pessoas a fazer escolhas financeiras mais conscientes e não cair em armadilhas. Alcançamos um alto Índice de Satisfação dos Clientes [NPS], mostrando que realmente a plataforma gera bons resultados”, avalia Fontes.


No primeiro momento, o aplicativo deve fazer cotações e fechar contratos para um crédito novo, mas Paulo Fontes afirma que nos próximos meses, assim como ocorre na Bahia, o servidor paulista poderá fazer a portabilidade do empréstimo para instituições que tenham taxas mais baixas, acarretando em redução do valor das parcelas a serem pagas. Em alguns casos, a fintech afirma que a economia pode chegar a mais de R$ 30 mil, no caso de portabilidade.

Robôs que cotam em tempo real

A Konsi é composta pela combinação de vários robôs que, com o consentimento do cliente, processam e cruzam informações de bancos que oferecem crédito consignado com as informações e histórico do funcionário público. O aplicativo mostra a margem consignável do servidor, que pode sofrer alterações mensalmente, e apresenta oportunidades personalizadas.

Em segundos, o algoritmo simula múltiplas operações com foco em trazer o melhor cenário para o cliente. “Se antes o público ficava refém de informações difíceis de acessar e entender, oferecidas pelos bancos, a ideia é que ele agora tenha tudo isso no seu celular de fácil acesso, o guiando para melhores escolhas. Além de coibir ligações e assédio via telefone de financeiras com taxas abusivas”, finaliza Fontes.

Outras notícias