Vendas de consórcio aumentam durante o primeiro bimestre de 2022

 Vendas de consórcio aumentam durante o primeiro bimestre de 2022

Os consórcios apresentaram alta no volume de negócios realizados no primeiro bimestre de 2022. Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), a modalidade apresentou crescimento de 8,6% na quantidade de cotas comercializadas, em relação ao mesmo período de 2021. O segmento de veículos pesados (caminhões, ônibus, semirreboques, tratores, implementos e outros) foi o que registrou maior alta na venda de novas cotas, com 89,1%.

O Consórcio Nacional Bancorbrás também vem nessa tendência e apresentou resultados positivos no primeiro bimestre do ano. Em janeiro e fevereiro, a empresa registrou crescimento nas vendas, com destaque para o consórcio de serviços, em que as contratações subiram 11% nos dois primeiros meses de 2022, em relação ao igual período do ano anterior.

“Os clientes têm buscado cada vez mais pelo consórcio, por todas as vantagens e praticidade que ele oferece, como valores atrativos das parcelas, segurança financeira e facilidade de obtenção do bem ou serviço desejado”, afirma José Climério Silva Souza, Diretor Executivo da Bancorbrás Consórcios. Na empresa, a modalidade de consórcio que apresentou maior expansão foi o de serviços, com 37% de aumento no volume de crédito comercializado.


Alta nas taxas de juros

A disparada nas taxas de juros aumentou o custo de aquisição de bens e serviços, tornando o mercado de consórcios ainda mais atraente para os consumidores. Em 2022, a taxa Selic chegou a 11,75%, fazendo com que muitos brasileiros desistissem de realizar o sonho da casa própria e do carro novo. Segundo dados do Banco Central, com a alta os bancos reajustaram suas taxas de juros. O crédito imobiliário, por exemplo, atingiu 9,4% em janeiro, e os financiamentos para veículos alcançaram a marca de 27%.

O consórcio tem como objetivo disponibilizar crédito para a compra, sem juros, de bens e serviços. Os interessados se organizam em um grupo, que receberá quantias mensais de todos os integrantes, durante um período previamente estabelecido, para criar uma poupança conjunta. Durante esse tempo, os clientes têm a possibilidade de contemplação por sorteio ou mediante oferta de lances livres e fixos, podendo embutir parte do valor ofertado na carta de crédito. “A modalidade permite que o consorciado se organize financeiramente, sem prejudicar o orçamento familiar ou empresarial”, finaliza José Climério.

Outras notícias