A importante participação do umidificador no tratamento da pele ressecada

61

Você já deve ter se perguntado por que sua pele tende a ficar mais ressecada quando o tempo está… seco. Se a pele já perde água para o ambiente, por meio de evaporação, quando o tempo está úmido ou simplesmente ok, quando o clima está seco – geralmente no inverno – tudo que é tecido cutâneo ou mucosa parece ressecar no nosso corpo. “Baixos níveis de umidade degradam a barreira de umidade natural da pele, o que pode levar à descamação, rachaduras e sensibilização”, explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. “Além disso, fatores abrasivos como aquecedor interno, ventos fortes e chuveiros quentes podem perturbar ainda mais a camada lipídica da pele, que serve como uma barreira contra as bactérias, a poluição e outras agressões ambientais prejudiciais”, completa a médica. Mas a chave para reequilibrar a hidratação da pele é o mesmo produto indicado para amenizar as vias respiratórias e a garganta: o umidificador de ar.

Um umidificador permite controlar o ambiente, que é uma ótima maneira de equilibrar a pele. “A pele é o nosso maior órgão e sofre quando o tempo está muito seco, por isso é importante manter o ar hidratado”, diz a médica. E a melhor maneira de manter o ar interior hidratado é usando um umidificador.

Os umidificadores ajudam a aumentar os níveis de hidratação do ar, forçando a umidade para o meio ambiente. A umidade é a medida de quanto vapor de água está realmente no ar. “Eles são especialmente úteis durante os meses mais frios do ano. O calor artificial dos aquecedores torna o ar interno extremamente seco, e as temperaturas frias sazonais, por si só, também tornam o ar externo realmente seco. Além disso, essa alternância de ar quente (seco) e frio (seco) pode tirar da pele seus óleos naturais, que funcionam como uma primeira linha de defesa”, diz a dermatologista. Pacientes que sofrem de eczema, psoríase ou tem a pele seca devem regularmente usar os umidificadores.

No caso de pacientes com pele oleosa, o benefício também é real. “Se você tem pele oleosa, mas já experimentou a secura na pele (como depois de um longo voo), você sabe que quando sua pele é exposta a um ambiente muito seco, ela provoca o aumento da produção de óleo para tentar compensar. É isso que chamamos de efeito rebote. E os umidificadores ajudam, juntamente com a rotina skincare orientada pelo dermatologista, a evitar esse problema”, diz a médica.

Além de beber quantidades suficientes de água por dia e hidratar a pele, as pessoas que são naturalmente propensas à secura podem se beneficiar ao máximo de usar um umidificador. Mas não se esqueça de limpá-lo regularmente: “Os umidificadores precisam ser limpos pelo menos uma vez por semana. Se não for devidamente limpo ou com suficiente frequência, eles podem se tornar um terreno fértil para bactérias, fungos, leveduras e até mesmo mofo”, diz a médica. Como nenhum deles você quer no ar que você respira, anota a dica: para limpar o seu umidificador, use apenas sabão e água (ou vinagre) e certifique-se de secá-lo completamente antes de reabastecer.

Fonte: DRA. CLAUDIA MARÇAL – É médica dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy Of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). É speaker Internacional da Lumenis, maior fabricante de equipamentos médicos a laser do mundo; e palestrante da Dermatologic Aesthetic Surgery International League (DASIL). Possui especialização pela AMB e Continuing Medical Education na Harvard Medical School. É proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui