Agricultor amarra abusador da sua filha, mas tem família assassinada por parentes do agressor

     Agricultor amarra abusador da sua filha, mas tem família assassinada por parentes do agressor

    Um agricultor boliviano de 49 anos de idade perdeu parte da família para um grupo de acreanos no último domingo, dia 13/09, nas imediações de Acrelândia, já perto da divisa com a Bolívia.

    O homem flagrou um acreano estuprando a sua filha de 14 anos de idade e por isso decidiu amarrar ele para depois chamar as autoridades policiais.

    Só que logo depois, familiares do suspeito de estupro apareceram e atacaram a família do boliviano. A menina de 14 anos levou 4 tiros, mas foi socorrida e está internada em um hospital local.


    A família de acreanos trabalhava na propriedade do boliviano e já os conhecia há pelo menos cinco anos. Só após o crime o agricultor soube que os acreanos já tinham histórico de violência.

    A adolescente estuprada contou que os tiros mataram a sua mãe e dois dos seus irmãos. Os três corpos foram encontrados apenas na segunda-feira, dia 14/09.

    Dois da família de assassinos foram presos, mas um já foi solto. Outros cinco membros, sendo um menor, ainda estão foragidos. O casal boliviano vivia junto há cerca de 20 anos.

    Da Redação ODC.
    Fonte: G1
    Leia também: Grave acidente de trabalho mata funcionário de fábrica em Sumaré

    Outras notícias