Após mortes de famílias por intoxicação, bombeiros alertam para os perigos do monóxido de carbono

 Após mortes de famílias por intoxicação, bombeiros alertam para os perigos do monóxido de carbono

Uma família morreu intoxicada dentro do próprio apartamento em Santo André. O caso abriu discussões sobre os problemas da inalação de monóxido de carbono pois os casos estão em crescimento. Outro caso similar aconteceu em Guarulhos, onde um casal e um bebê morreram intoxicados após acenderem uma churrasqueira dentro do apartamento.

O caso de Santo André está sendo investigado, mas a suspeita é de que a intoxicação tenha sido também por monóxido de carbono já que o aquecedor de gás do apartamento estava sem as chaminés. As pessoas estão buscando alternativas para poderem se aquecer durante o tempo frio, mas o monóxido de carbono mata em poucos minutos.

Ao inalar, a pessoa fica com falta de oxigênio no cérebro e em poucos minutos já fica sem consciência e entra em coma. Os bombeiros alertam para os perigos e orienta as pessoas a terem kits de exaustão de gás dentro de casa para que o monóxido seja levado para fora da residência. Um kit custa entre 60 e 70 reais nas casas para material de construção.


Da Redação ODC.

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *