Ativista e ciclista de 28 anos morre atropelada por carro, que foge sem prestar socorro em SP

 Ativista e ciclista de 28 anos morre atropelada por carro, que foge sem prestar socorro em SP

Uma ciclista de 28 anos de idade foi atropelada e morreu na madrugada deste último domingo, dia 08/11 em São Paulo. O motorista, como sempre, fugiu do local sem prestar socorro.

Marina Kohler Harkot foi atingida por uma Tucson prata por volta da meia-noite na Avenida Paulo VI, que fica localizada na zona oeste da capital paulista.

Um policial que estava de folga presenciou o caso, anotou a placa do carro e chamou o socorro. Uma equipe do Samu foi até o local mas Marina já tinha morrido.


Policiais foram até o endereço cadastrado no Detran por conta da placa e descobriram que o veículo tinha sido vendido e não foi devidamente transferido.

Marina era cicloativista e usava a bicicleta como seu principal meio de deslocamento. Ela chegou a atuar no Conselho Municipal de Transporte e Trânsito e foi coordenadora da Ciclocidade (Associação de Ciclistas Urbanos de São Paulo) e era pesquisadora do setor.

Uma homenagem foi feita na tarde deste último domingo na Praça do Ciclista. As hashtags #NaoFoiAcidente #BastaDeMortesNoTransito #JusticaPorMarina foram colocadas em várias postagens nas redes sociais.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Clínica veterinária encontra preservativo masculino dentro de cachorrinha internada

Outras notícias