Ativistas protestam por mais informações da morte do leão do Bosque em Campinas

 Ativistas protestam por mais informações da morte do leão do Bosque em Campinas

Foto: Wagner Souza/AAN

A morte do leão Lineu não ficou por isso mesmo. Um grupo de ativistas de causas animais foram cobrar explicações e sugeriu que o animal poderia estar sofrendo maus tratos.


O que causou maior estranheza foi o fato do leão ter morrido em 10 de junho e ninguém ter divulgado nada. A prefeitura só se pronunciou depois que os visitantes notaram a falta do animal.

Uma das ativistas disse que pode ter ocorrido negligência já que a prefeitura poderia estar tentando esconder alguma coisa. O leão era o animal mais popular do bosque dos Jequitibás.

A prefeitura informou que o animal estava bem de saúde, mas que começou a mostrar falta de vitalidade cerca de dois meses antes de morrer.

Os ativistas também pediram para que a prefeitura agilize a desativação do zoológico do bosque, cuja ação está prevista para os próximos 10 anos.

Com a desativação, ficarão apenas os animais que ficam soltos, como tatus, araras e bichos-preguiça. A prefeitura ainda informou que há um projeto de lei sobre a proibição da manutenção de animais em cativeiro, mas que está parado na Câmara aguardando votação.

Da Redação ODC.
Fonte: Correio Popular
Leia também: Jovem de 20 anos morre após se queimar durante acidente de trabalho em padaria

Outras notícias