Atletas de Taekwondo criam vakinha online para participarem de campeonato na Coréia do Sul

Publicado em:

Os atletas Paulo Lacheski e Vitor Mendonça foram selecionados para o Campeonato Mundial de Taekwondo, que acontecerá este ano na Coréia do Sul, berço do esporte. Para possibilitar a realização deste sonho profissional, os lutadores criaram uma vakinha online, com o objetivo de arrecadar dinheiro para a viagem.

Os lutadores fazem parte do Projeto Social do Mestre White, em parceria com a Prefeitura de Atibaia, além do apoio recorrente da TerraCannabis, empresa especializada em cannabis medicinal focada na melhora da qualidade de vida.

Para Paulo Lacheski, o impacto da participação no Campeonato Mundial de Taekwondo será positivo em sua carreira. “É um dos maiores campeonatos internacionais da modalidade, sendo de muita importância para toda nossa história, onde estarão os maiores e melhores atletas do mundo, competição de alto nível, onde podemos mostrar nosso potencial e testar nossas capacidades”, comenta Lacheski.

Já Vitor Mendonça pontua a importância de representar o Brasil no campeonato. “Esse campeonato é muito importante para a minha carreira e para a minha vida, além de ser meu segundo campeonato mundial, vai acontecer na Coreia do Sul, país de origem do taekwondo, isso é especial. Mas, o mais importante para mim é poder representar o meu país neste evento tão significativo”, afirma Mendonça.

Através do TerrAtleta, os atletas são contemplados com um salário mensal, para que eles consigam focar exclusivamente no treinamento. Sobre a criação desta iniciativa, o CVO (Chief Visionary Officer), Rodolfo Rosato é enfático ao afirmar que o fomento ao esporte é o principal objetivo.

“A TerrAtleta nasceu do desejo de apoiar esses atletas tão promissores, mas sem recursos. Estamos contribuindo com um salário mensal para que se dediquem aos treinos e não precisem trabalhar em outras funções. Também ajudamos com pagamentos de inscrições em campeonatos e os custos envolvidos, como transporte, hospedagem, alimentação, entre outras necessidades”, explica Rosato.

O apoio vai além do financeiro, impactando diretamente na alta performance dos atletas. “proporcionamos também o acesso a uma equipe médica especializada no esporte, com médico e psicólogo para competições de alto rendimento, além dos produtos à base de cannabis medicinal, autorizados dentro das regras da WADA (Agência Mundial Antidopping) aos atletas, que auxiliam na recuperação muscular, dores, lesões e também na parte psicológica, agindo contra a ansiedade e melhorando o sono dos atletas”, finaliza Rosato.

“A TerraCannabis mudou nossa vida por completo, principalmente nossa vida como atleta, com treinos intensos durante o dia e competições todo mês, nos ajudando a descansar e se recuperar melhor, e ter uma melhor noite de sono, diminuindo e tratando a ansiedade antes de eventos importantes”, enfatiza Lacheski, explicando que, produtos como pomadas à base de cannabis ajudam nas lesões e dores musculares diárias.

Mendonça também conta que o tratamento com a cannabis tem sido importante para seu desenvolvimento como atleta. “ A Terracannabis foi essencial para eu chegar até aqui, sempre me ajudando com os custos, e, graças a eles, comecei meu tratamento com cannabis medicinal, que como atleta foi umas das melhores escolha que tomei, melhorando meu rendimento, meu sono, meu foco, e nas lesões do dia a dia”.

Para ajudar, é só acessar o link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/campeonato-mundial-de-taekwondo-na-korea?fbclid=PAAaaNp7zU6DuiiGem7Bnw2_FYsV3T1ADXkVkQagGoWoFvud_mtHB9qcveHlA e contribuir com a vakinha, que já atingiu 50% da meta estipulada.

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré