Atritos nos “grupos da família” no WhatsApp estão menores neste ano; Veja motivos

     Atritos nos “grupos da família” no WhatsApp estão menores neste ano; Veja motivos

    Os atritos de família nas redes sociais por causa de posicionamentos políticos estão menores neste ano. As menções sobre “briga no grupo da família” estão bem menores que em 2018.

    Na última eleição, que elegeu o presidente Jair Bolsonaro, as brigas foram bastante intensas por conta da polarização com o candidato Fernando Haddad, que foi derrotado.


    Na ocasião, muita gente deixou os grupos familiares por causa das discussões políticas, mas neste ano as pessoas parecem que estão um pouco mais tolerantes.

    Neste ano, as discussões políticas estão centradas mais nas ações do presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia do novo coronavirus, se está correto ou errado.

    As brigas de 2018 também acabaram criando outros grupos familiares menores, pois dessa forma os assuntos em comum são de agrado de todos, sem necessidade de ficar discutindo ideologias.

    Em outros casos, houve o retorno dos familiares aos grupos iniciais, porém com um acordo em comum de que não seriam mais discutidos assuntos políticos. Às vezes alguns têm uma recaída, mas nada que não seja tolerado.

    Da Redação ODC.
    Fonte: G1
    Leia também: Homem mata namorada grávida a facadas depois de discussão sobre chá revelação

    Outras notícias