Avenida Júlio de Mesquita em Campinas passar a ter faixa exclusiva para ônibus a partir de 16/08

 Avenida Júlio de Mesquita em Campinas passar a ter faixa exclusiva para ônibus a partir de 16/08

Foto: PMC

Com objetivo de ampliar a eficiência do serviço de transporte público coletivo na cidade, priorizando a circulação dos ônibus no sistema viário da região central e reduzindo os tempos das viagens, a Secretaria Municipal de Transportes (Setransp) e a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) acabam de implantar faixa exclusiva na Avenida Júlio de Mesquita, no Cambuí, que terá início de operação a partir da próxima segunda-feira, 16 de agosto.

O trecho destinado à faixa exclusiva do transporte público fica entre a Rua Irmãos Bierrembach e a Avenida Benjamin Constant, totalizando 600 metros. A avenida conta com quatro faixas de rolamento e os ônibus terão circulação exclusiva na faixa da direita.

A faixa de uso exclusivo para os ônibus funcionará das 6h às 8h e das 16 às 19h, de segunda a sexta-feira, período no qual veículos particulares e motos não poderão circular nesta faixa. A única exceção são os táxis, que poderão compartilhar a faixa com os ônibus.


Segundo o secretário de Transportes, Vinicius Riverete, “a meta é priorizar o transporte público, dando a ele mais eficiência e garantindo mais regularidade e cumprimento de horários. As faixas exclusivas proporcionam ao usuário do transporte público mais rapidez no seu deslocamento, sem contar que, com as faixas, teremos menos trânsito, proporcionando mais qualidade de vida à população de Campinas. Importante lembrar que as faixas serão exclusivas aos ônibus apenas nos horários de pico e nos outros horários, serão liberadas para circulação dos demais veículos.”

Para o presidente da Emdec, Ayrton Camargo e Silva, é preciso que o transporte coletivo tenha seu espaço garantido no sistema viário, porque atende a maior parte da população, é o modal mais limpo e eficiente e contribui para toda a cadeia econômica, permitindo o acesso à cidade. “A defesa do transporte público é o caminho para a construção de cidades mais sustentáveis e o uso das faixas exclusivas potencializa o uso do serviço. É comum as pessoas dizerem que trens e metrô são pontuais no mundo inteiro, mas é importante esclarecer que isso só é possível porque nos trilhos eles não concorrem com outros veículos. A via é exclusiva para eles. Já os ônibus enfrentam inúmeras interferências, que impactam em qualquer operação”, diz o presidente.

Camargo e Silva defende que “os ônibus precisam ser priorizados nas vias para que as viagens sejam mais rápidas e o serviço mais eficiente, mais pontual e menos poluente, uma vez que os ônibus passarão a ficar menos tempo parados ao longo do seu trajeto”.

Transporte Coletivo na Av. Júlio de Mesquita

A Avenida Júlio de Mesquita recebe, diariamente, cerca de 27 mil veículos. Pela via, circulam 13 linhas de ônibus, que transportam mais de 20 mil passageiros ao dia. De acordo com estimativa da Emdec, são cerca de 51 ônibus por hora trafegando pela Júlio de Mesquita. As linhas que passam pela avenida são: 118, 211, 230, 244, 249, 271, 348, 349, 355, 356, 381, 386 e 502.

Nos horários de pico, de acordo com pesquisas, a velocidade média do transporte neste trecho que receberá faixa exclusiva não ultrapassa 18 km/h. A avenida conta com dois pontos de embarque e desembarque de ônibus; nos trechos entre as vias Dr. Guilherme da Silva e Quatorze de Dezembro; e Dona Presciliana Soares e Barreto Leme.

Para a operação da faixa exclusiva na Avenida Júlio de Mesquita, além da sinalização dessa faixa, equipes da Setransp / Emdec reforçaram a sinalização horizontal de oito cruzamentos ao longo da via, incluindo faixas de pedestres, retenção e balizamentos:

– Av. Júlio de Mesquita x R. Irmãos Bierrembach;

– Av. Júlio de Mesquita x R. Guilherme da Silva;

– Av. Júlio de Mesquita x R. Quatorze de Dezembro;

– Av. Júlio de Mesquita x R. Joaquim Novaes;

– Av. Júlio de Mesquita x R. Dona Presciliana Soares;

– Av. Júlio de Mesquita x R. Barreto Leme;

– Av. Júlio de Mesquita x Av. Benjamin Constant;

– Av. Júlio de Mesquita x R. General Osório.

Destes cruzamentos, três receberam reforço de sinalização nas travessias com “Yellow Box” (Barreto Leme, Benjamin Constant e Guilherme da Silva). Esse tipo de sinalização em cruzamentos (com caixa quadriculada na cor amarela) demarca área de conflito e tem o intuito de ampliar a segurança dos pedestres, orientando para que a travessia ocorra somente na faixa de pedestre.

Além da sinalização horizontal, Setransp e Emdec também implantaram placas de sinalização vertical para orientar os motoristas sobre a faixa exclusiva.

O ponto de táxi localizado na Avenida Júlio de Mesquita, no trecho entre a Rua Barreto Leme e a Avenida Benjamin Constant, não sofrerá alterações. O ponto é operado por treze permissionários. Com isso, neste trecho, a faixa exclusiva será deslocada para a próxima faixa de rolamento lateral à faixa de ônibus.

Expansão das faixas exclusivas

Dentro do plano de priorização do transporte público coletivo, a Setransp e a Emdec implantarão novos trechos de faixa exclusivas ainda neste segundo semestre de 2021.

Para orientar motoristas, faixas estão sendo instaladas nas ruas Irmãos Bierrembach, Olavo Bilac, Guilherme da Silva e Barreto Leme, que dão acesso à via Júlio de Mesquita.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também: Prefeitura de Campinas libera prática de esportes coletivos

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *