Bebê que precisava do medicamento mais caro do mundo morre em Americana

 Bebê que precisava do medicamento mais caro do mundo morre em Americana

Morreu neste último sábado, dia 26/09, a bebê de Americana que tinha Atrofia Muscular Espinhal (AME) e mobilizou uma campanha para a arrecadação de R$ 11 milhões para a compra de um medicamento.


A morte da pequena Aysha Goerigk foi comunicada no perfil do Instagram criado para a campanha de arrecadação. Ela tinha cinco meses e foi sepultada no Cemitério da Saudade de Americana.

A doença interfere na produção de uma proteína essencial para a sobrevivência dos neurônios motores. Sem eles, com o tempo a pessoa perde o controle e a força dos músculos e podem até perder a capacidade de respiração.

Um show que estava marcado para este sábado, dia 26/09 com o objetivo de arrecadar fundos para a menina, foi mantido pelos produtores. O dinheiro arrecadado foi destinado a uma entidade que dá suporte para famílias com membros portadores da AME.

O medicamento que a menina precisava chama-se Zolgensm e é considerado o mais caro do mundo. O tratamento é considerado inovador e recente, porém ainda é muito caro.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Polícia Civil vai investigar atuação da PM na morte de ladrão no Campo Belo em Campinas

Outras notícias