Burger King é condenado por jornada de trabalho abusiva; Funcionários não recebiam DSR

 Burger King é condenado por jornada de trabalho abusiva; Funcionários não recebiam DSR

Duas unidades da rede de fast food Burger King localizadas em Araraquara, no interior paulista, foram condenadas pelo Tribunal Regional do Trabalho por prática de jornada abusiva.

A empresa chegou a recorrer da decisão mas foi novamente culpada e deverá pagar R$ 1 milhão dentro do prazo de 5 dias a partir da publicação da decisão.

Os funcionários da unidade eram expostos a um excesso de horas trabalhadas e ainda retirada o descanso semanal remunerado de forma rotineira.


A maioria era obrigada a trabalhar mais de 7 dias consecutivos sem folga. Muitos chegaram a fazer cerca de 7 a 8 horas extras por dia de forma habitual, indicando que a empresa, ao invés de contratar mais funcionários, sobrecarregava os que mantinha.

A BK do Brasil informou que vai recorrer da decisão mais uma vez e que ao final do processo vai acatar todas as decisões estabelecidas pela justiça.

Da Redação ODC.
Fonte: Correio Popular

Outras notícias