Em uma cidade com tantos problemas a serem resolvidos, o Ministério Público foi acionado por duas pessoas, uma delas pré-candidato a vereador em Campinas, por causa do asfaltamento na Vila Industrial.

Uma turma continua reclamando do trabalho feito pela prefeitura em algumas vias do bairro, que colocou massa asfáltica por cima das pedras de paralelepípedo.

Os reclamantes alegam que há um conceito histórico por trás da manutenção dos paralelepípedos, mesmo todos sabendo que as vias não são tombadas. Há também a desculpa descabida da redução de velocidade e melhor absorção das águas da chuva.

A situação é tão patética que o maior argumento de todos é justamente esse da chuva, como se as vias não tivessem galerias de águas pluviais para fazer a absorção de qualquer água que caia sobre a via.

A maioria dos moradores dessa região é favorável ao asfaltamento e aponta grandes avanços e melhorias com a medida, mas pessoas interessadas em se elegerem vereadores acham que estão fazendo um grande serviço querendo atrapalhar e fazer de tudo para aparecer na mídia.

Quem começou com essa falta de cabimento foi um jornal da cidade que busca polêmicas sem pé e nem cabeça para se manter em evidência, mas que nem está circulando porque os computadores travaram e ninguém conseguiu resolver isso. A imprensa de Campinas está cada vez mais no buraco.

Da Redação ODC.
Leia também: Criança é encontrada abandonada na rua; Mãe estava em baile funk no Jd. Itatinga