Cão passa dias na porta de hospital esperando pelo dono, que morreu

 Cão passa dias na porta de hospital esperando pelo dono, que morreu

Os cães são conhecidos como melhores amigos do homem. E bom, eles não ganharam esse título atoa. Muitas histórias de carinho e amor entre cães e donos se popularizam na internet. Algumas delas são tão emocionantes que ganham as páginas de livro e até versões cinematográficas, que geralmente são muito bem recebidas pelo público.

A história que vamos contar se parece um pouco com aquela que se passa no filme “Sempre ao seu lado”. Um cãozinho fiel que aguardou o seu dono por dias e dias, mas infelizmente ele não retornou. Nós sabemos que essa é uma história de partir o coração, mas é importante reconhecermos o quanto esses animais nos valorizam.


A espera pelo dono

O dono de Ramsés deu entrada no Hospital Essalud, no Peru, mas infelizmente não resistiu. O problema foi que o pequeno companheiro não sabia disso. O cachorro foi até o local com o dono e ficou o aguardando na porta, no entanto, ele não retornou e ninguém foi buscá-lo.

Bastaram três dias para que as pessoas notassem a presença persistente do cão. Foi quando descobriram que ele estava acompanhando o falecido dono. Os donos de um restaurante próximo tentaram alimentar e ajudar o animal, mas nada estava funcionando.

Um dos pacientes do hospital, que ficou sabendo do ocorrido, tentou encontrar um novo lar para o animal e publicou uma foto sua no Facebook. Foi assim que um casal se comoveu com a história de decidiu buscar o animal. O dono do restaurante dizia que o animal parecia que tinha morrido de tanta tristeza. Mal comia e custava para sair do lugar.

No entanto, parece que Ramsés viu algo diferente em Carlos e Magaly. Foi o homem quem tentou o primeiro contato e isso foi o suficiente para fazer o cão reagir. Carlos tocou o pescoço do animal e conversou com ele, que finalmente se levantou! Logo o cão fez amizade com o casal, que o levou para casa e o adotou legalmente.

Com certeza, Ramsés ainda sente falta de seu dono, mas agora ele vive feliz com suas duas irmãs, Isis e Arena.

As informações são do MeioNorte.

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *