Casa de repouso é interditada após maus-tratos contra idosos em Hortolândia

114
João Carlos Nascimento - Jornal O Liberal

Uma casa de repouso em Hortolândia foi interditada após denúncias de maus tratos aos internos. O local foi fechado no dia 20 de dezembro e os idosos foram transferidos para outras casas e outros encaminhados de volta para as famílias.

A interdição da Casa de Repouso Nosso Lar sofreu interdição por meio de ordem da justiça, após pedido da promotora Renata Lazzarini. Também foi solicitado o pagamento de R$ 2,7 milhões por conta do descumprimento de um Termo de Ajuste de Conduta por irregularidades na casa detectadas anteriormente.

A casa funcionava desde abril de 2018 às margens da SP-101 e desde então várias denúncias foram feitas. No local haviam comidas vencidas, os idosos ficavam ociosos porém ninguém conseguia provar os atos de violência. No mês passado uma senhora que morava no local simulou uma doença grave para ir a um hospital e escapou.

Foi assim que se descobriu os maus tratos, como idosos amarrados na cama ou na cadeira, ficavam sem comida e sem assistir televisão, até sem remédio os internos ficavam. Outros chegaram a apanhar e um deles foi obrigado a ingerir o próprio vômito. Os responsáveis pela casa são Aline Martins da Silva e seu marido, Roni Antonio Silva.

Ambos disseram que tudo não passa de uma rixa política e que tudo não passa de mentira. Roni vai recorrer contra a multa.

Da Redação ODC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui