Casal passa por constrangimento durante pagamento de compra em unidade do Extra

     Casal passa por constrangimento durante pagamento de compra em unidade do Extra

    Mais uma confusão envolvendo a rede de supermercados Extra causou constrangimento a um casal na região do Campo Belo, zona sul de São Paulo, nesta última quinta-feira, dia 29/10.

    Um homem, ao pegar o cartão para pagar uma compra, foi informado pela operadora do caixa que sua bolsa deveria ser esvaziada. A esposa de Edgar Carvalho estava ao lado.

    “Eu perguntei pra ela: ‘você tem alguma dúvida se coloquei algo dentro?’. Fiquei sem ação. Me faltou o chão”, contou a esposa Letícia Carvalho. Diante da situação, ela informou que só abriria a bolsa com a presença de um policial.


    A polícia foi até o local e quando a bolsa foi revirada, havia apenas uma bolsinha com remédios, uma carteira e uma bíblia. Diante do constrangimento, o policial tentou minimizar a situação e acabou agravando ainda mais.

    O policial disse ao casal: “não é nada fora do normal. Você está dentro de um estabelecimento comercial”. Obviamente que para o casal, não tinha nada de normal ali. O gerente foi questionado sobre quantas pessoas tinham passado por aquela situação naquele dia.

    Após o caso, o casal abriu um boletim de ocorrência na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi). O Extra informou que condena condutas discriminatórias e que já está investigando o caso

    Não é a primeira vez que a rede de supermercados está envolvida em casos de discriminação social e racial. Nas redes sociais, o caso foi bastante comentado e, obviamente, de forma negativa para o Extra.

    Da Redação ODC.
    Fonte: G1
    Leia também: Ator que interpretava o Louro José na Rede Globo é encontrado morto no Rio de Janeiro

    Outras notícias