Clipe de “Comida” com Titãs e a Orquestra Anelo estreia dia 17

 Clipe de “Comida” com Titãs e a Orquestra Anelo estreia dia 17

Sucesso da banda de rock Titãs, “Comida” ganha uma nova versão. O vídeo estreia em 17 de dezembro, ao meio-dia, no canal da banda no YouTube.

A data marca o 50º Aniversário da Unimed Campinas, patrocinadora exclusiva do clipe.

Desta vez, Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Bellotto se juntaram à Orquestra Anelo, maior grupo instrumental pertencente ao Instituto Anelo, de Campinas, para uma gravação que confere toques jazzísticos à canção escrita em 1987 por Sérgio Britto, Arnaldo Antunes e o saudoso guitarrista Marcelo Fromer (1961-2001).


Com arranjo do regente Guilherme Ribeiro, “Comida” foi gravada a distância, devido à pandemia do coronavírus, e envolveu 45 pessoas.

Além dos 21 músicos da Orquestra e dos Titãs, a nova versão conta com a participação de 21 integrantes dos coros do Instituto Anelo.

A edição de imagens é de Julia Mazzotti Toledo e a mixagem de som de Henrique Manchuria, respectivamente pianista/produtora e trompetista da Orquestra Anelo.

Parceria antiga

A parceria entre os Titãs e o Instituto Anelo, associação sem fins lucrativos que há 20 anos oferece aulas gratuitas de música na região do distrito do Campo Grande, periferia da cidade de Campinas, começou em 29 de dezembro de 2018 no programa Caldeirão do Huck, da Rede Globo de Televisão.

Na ocasião, o grupo cedeu à instituição os direitos autorais da versão remix de “Epitáfio”, feita juntamente com o DJ Alok.

Desde então, a banda tem acompanhado o trabalho realizado pelo Anelo.

Em 26 de outubro de 2019, aproveitando um compromisso profissional na cidade, Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Bellotto visitaram a sede do Instituto pela primeira vez.

Já em 26 de junho de 2020, cinco músicos do Anelo participaram da live “Titãs Trio Acústico”, realizada no canal oficial da banda no YouTube.

Sobre a escolha da canção, Luccas Soares, fundador e coordenador geral do Anelo, afirma: “Essa música fala por si só, ainda mais num momento tão difícil como este que estamos vivendo”. Ele cita, por exemplo, os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no último dia 17 de setembro, sobre o aumento no número de pessoas sem acesso regular à alimentação básica – são 10,3 milhões de brasileiros, 3 milhões a mais em relação ao levantamento anterior.

Outras notícias