Clube empresarial reúne pequenas e médias empresas para importar de forma competitiva

 Clube empresarial reúne pequenas e médias empresas para importar de forma competitiva

Global business logistics import export background and container cargo freight ship transport concept

Ano passado, a China se tornou o primeiro parceiro comercial do Brasil a superar a marca histórica de uma corrente de comércio (exportação+importação) superior a US$ 100 bilhões.

Foram exatamente US$ 101.728 bilhões comercializados pelos dois países, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.

E para ajudar pequenos e médios empreendedores a aproveitar oportunidades de negócios com a China surgiu o Cube Importador (www.clubeimportador.com.br), grupo de micros e pequenos empresários que de forma coletiva importam da China com as mesmas vantagens de uma grande empresa.


Todo mês, o clube, que já conta com mais de 70 produtos em sua plataforma, apresenta cerca de 10 mercadorias diferentes para que seus mais de 1365 participantes possam adquiri-los mediante o pagamento de uma assinatura mensal. Ao alcançar uma quantidade mínima de produtos, será disponibilizado um link para o pagamento da mercadoria que o cliente receberá em sua casa ou empresa.

O Clube funciona como um grupo de compras coletivas: quando várias pessoas ou empresas compram em maior quantidade fica mais barato para todos.

Para participar, não é necessário ser um empreendedor, pessoas físicas que tenham interesse em comprar produtos da China, mas não o fazem por receio dos valores alfandegários, também podem aderir.

Porém, é necessário que se tenha pelo menos uma empresa MEI para pagar menos impostos na hora de efetuar as vendas.

Claus Malamud, o Mr. China- proprietário da Mr China Imports, empresa especializada em facilitar o acesso ao comércio exterior, responsável pela importação de mais de mil contêineres e milhares de produtos chineses por ano- explica que não há um valor mínimo para que possam ser feitos os pedidos, mas dá a dica:

“Essa é uma oportunidade inédita para muitas pessoas e empresas que desejam comprar, mas não têm o capital necessário. Nosso interesse é quebrar as barreiras e possibilitar que mais gente esteja apta a ter acesso a produtos importados sem a necessidade de intermediários, conseguindo assim realizar a venda com um preço competitivo e com uma boa margem de lucro, para que no futuro possam se tornar grandes importadores. Além disso, acredito que o empreendedorismo é a mola propulsora para sairmos dessa retração econômica, o Clube Importador ajudará na jornada daqueles que buscam um plano B frente ao desemprego, os que querem expandir seus negócios ou gerar uma renda extra”, conclui Mr.China, que também é digital influencer do Clube.

Outras notícias