Com estoques baixos, Hemocentro abre Junho Vermelho com apelo

 Com estoques baixos, Hemocentro abre Junho Vermelho com apelo

O Hemocentro da Unicamp começou a campanha de inverno Junho Vermelho com estoque de sangue em situação crítica.

Entre os oito grupos sanguíneos, apenas o tipo AB+ tem um estoque regular.

Em função da pandemia e das vacinas contra o coronavírus e contra a gripe (influenza), o mês de maio foi um dos piores dos últimos anos.


A situação é tão grave que já foram suspensos, apenas no HC da Unicamp, três transplantes de fígado nos últimos 10 dias.

Caso ocorra uma demanda em função de algum grande acidente ou catástrofe com múltiplas vítimas, o estoque atual atende somente dois dias de consumo de derivados de sangue.

O ideal é um estoque para cinco dias de consumo.

Entretanto, a direção do Hemocentro da Unicamp aproveitando o ano das Olimpíadas, preparou a Primeira Corrida e Caminhada Virtual – Movimente-se: Sangue Salva.

A campanha tem como padrinho, o medalhista olímpico Vanderlei Cordeiro e conseguiu mais de 400 inscritos para a corrida e caminhada virtual, que devem realizar um percurso sem aglomeração e respeitando as restrições sanitárias.

De acordo com Vagner de Castro, Diretor do Serviço de Coleta do Hemocentro Unicamp o objetivo dessa campanha é o de lembrar a todos cidadãos de nossa região, de que por mais restrito que seja o dia a dia nessa pandemia, sempre há como reservarmos um tempo para a solidariedade.

“Até porque a qualquer momento, a necessidade de sangue pode ser de qualquer um de nós, em situações de urgência ou emergência, como por exemplo em acidentes”, destaca Castro.

Outras notícias