Conclusão do Anel Viário de Campinas depende unicamente de autorização do DER

 Conclusão do Anel Viário de Campinas depende unicamente de autorização do DER

A finalização do Anel Viário de Campinas segue ainda sem previsão concreta de término, e não é por conta da concessionária responsável pela obra, no caso a Rota das Bandeiras.

O problema está nas mãos do Departamento de Estradas de Rodagem, o DER, responsável pela Rodovia Miguel Melhado de Campos, ponto final da via.

Um laudo já foi emitido pela Cetesb autorizando as obras na região e o documento já foi enviado ao órgão responsável, mas nada foi feito até agora.


O trecho final tem cerca de 800 metros. Por enquanto, as obras continuam em andamento a partir da Rodovia dos Bandeirantes, porém o trevo de acesso à Miguel Melhado ficará para depois.

A expectativa é de que a obra seja entregue totalmente no final deste ano, mas tudo vai depender da boa vontade do DER em fazer a liberação das intervenções na faixa de seu domínio.

A Rodovia José Roberto Magalhães Teixeira, chamada de Anel Viário de Campinas, fecha um arco rodoviário na cidade de Campinas. Ela interliga a Rodovia Dom Pedro I com a Rodovia Santos Dumont, passando pela Rodovia dos Bandeirantes e pela Rodovia Anhanguera, na altura de Valinhos. O círculo completo inclui a Dom Pedro até sua intersecção com a Anhanguera, no Distrito de Nova Aparecida, a Anhanguera até a Bandeirantes antiga, depois a Bandeirantes até o cruzamento com a Santos Dumont, e depois até o trevo de Viracopos, fechando o arco no futuro trevo da Miguel Melhado.

Da Redação ODC.
Fonte: CBN
Leia também: Mulher descobre que o marido tem amante ao chegar no hospital em que ele está internado com Covid

Outras notícias