Dengue: DICs e São Cristóvão concentram maior número de casos

 Dengue: DICs e São Cristóvão concentram maior número de casos

Desde o começo do ano até 25 de fevereiro, Campinas registrou 85 casos de dengue.

Os números foram divulgados pela Prefeitura.

A distribuição dos casos está assim:

  1. região Sudoeste (principalmente DICs e Jardim São Cristóvão), com 40;
  2. região Noroeste (Campo Grande), com 14;
  3. região Norte, com 11 casos.
  4. regiões Sul e Leste registraram 10 casos cada uma.

Os dados mostram que em toda a cidade há áreas de transmissão, alertando para a necessidade de intensificar o combate à dengue com a participação de toda a sociedade.

Cada cidadão pode fazer a sua parte, destinando corretamente os resíduos e evitando criadouros.

Segundo a coordenadora do Programa de Controle de Arboviroses, Heloiza Malavazzi, a Prefeitura desencadeia ações permanentes para controle de criadouros do mosquito transmissor da dengue mas, para atingir maior efetividade nas ações, precisa que a população contribua com a tarefa.

“O controle de criadouros deve ocorrer, no máximo, no intervalo de uma semana, para interromper o ciclo de vida do mosquito”, orienta.

Outras notícias