O desembargador que rasgou uma multa na cara de dois guardas civis na cidade de Santos na manhã do último domingo, dia 19/07, veio à público e pediu desculpas pela atitude.

Eduardo Siqueira, que é desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, além de ter rasgado a multa, chamou o guarda que fez a aplicação da penalidade de “analfabeto”. Ele foi multado por estar sem máscara de proteção, cujo uso é obrigatório.

“Nos últimos dias, vídeos de incidentes ocorridos entre mim e guardas municipais de Santos têm motivado intenso debate na mídia e nas redes sociais, com repercussão nacional. Realmente, no último sábado (18/07) me exaltei, desmedidamente, com o guarda municipal Cícero Hilário, razão pela qual venho a público lhe pedir desculpas”, disse o desembargador.

“Minha atitude teve como pano de fundo uma profunda indignação com a série de confusões normativas que têm surgido durante a pandemia – como a edição de decretos municipais que contrariam a legislação federal – e às inúmeras abordagens ilegais e agressivas que recebi antes, que sem dúvida exaltam os ânimos. Nada disso, porém, justifica os excessos ocorridos, dos quais me arrependo. O guarda municipal só estava cumprindo ordens e, na abordagem, atuou de maneira irrepreensível. Estendo as desculpas a sua família e a todas as pessoas que se sentiram ofendidas”, finalizou.

O Tribunal de Justiça de São Paulo já tinha solicitado a gravação com o ato do desembargador e determinou a imediata instauração de procedimento de apuração de fatos o quanto antes.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia Também: Conforme já esperado, camelôs já voltaram a abrir bancas mesmo com proibição da prefeitura de Campinas