Dono de sítio onde jovem morreu pisoteado por touro se defende e diz que não havia rodeio no local

 Dono de sítio onde jovem morreu pisoteado por touro se defende e diz que não havia rodeio no local

A Polícia Civil da cidade de Santa Bárbara D’Oeste está investigando o caso do jovem que morreu pisoteado por um touro durante um rodeio clandestino que aconteceu em um sítio local. A suspeita é de que tenha ocorrido homicídio culposo, ou seja, sem intenção de matar.

O dono do sítio poderá ser responsabilizado por ter autorizado o jovem de 15 anos a motar no touro, assim como a família dele, que autorizou a sua participação no evento clandestino.

O jovem foi pisoteado por um touro após uma montaria e chegou a levantar, mas estava reclamando de dores no peito. Ele foi socorrido para uma unidade de saúde da cidade, mas acabou morrendo pouco tempo depois.


De acordo com o dono do sítio, ele cedeu os touros para um treinamento reservado a peões profissionais. Disse também que não sabia que a vítima era menor de idade e não se preocupou pois a mãe estava junto.

Ele ainda disse que não se tratava de um rodeio clandestino, pois quem estava no local eram apenas parentes dos peões. Uma lista com todos os participantes do treinamento deverá ser entregue pelo dono do sítio até a próxima sexta-feira à polícia. A mãe do jovem que morreu ainda não prestou depoimento pois está muito abalada.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Prefeitura de Campinas reforça operações contra pancadões; Número de multas cresce

Outras notícias