Duas grandes redes de farmácias são envolvidas em escândalo de sonegação de impostos em São Paulo

 Duas grandes redes de farmácias são envolvidas em escândalo de sonegação de impostos em São Paulo

Duas redes varejistas do ramo farmacêutico foram alvo de uma operação contra um suposto esquema de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro, deflagrada pelo Ministério Público de São Paulo.


Também participaram da operação a Receita Federal e a Secretaria Estadual da Fazenda. As buscas e apreensões aconteceram nesta última quinta-feira, dia 01/10.

Cinco distribuidoras e uma associação nacional de distribuição de medicamentos também foram alvos das buscas. Na casa de um dos sócios de uma rede de farmácias foram encontrados R$ 9,52 milhões em dinheiro escondidos em gavetas de um armário.

As fraudes podem ter chegado a cerca de R$ 10 bilhões aos cofres públicos nos últimos seis anos. Na casa de outra pessoa foram encontrados R$ 200 mil dentro de sacos de lixo.

Tudo começou em 2017 com uma operação contra a rede Farma Conde. Com as delações dessa operação, chegou-se às participações das distribuidoras Medicamental, Navarro, Dismed, Divamed e Mais Bella, de duas redes varejistas, a Bifarma e a Campeã, e da Abradilan, Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos, todas alvos ontem.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Mãe pede água para o garçom, porém ele teria colocado álcool 70% e criança bebe

Outras notícias