Emdec já emitiu 2,6 mil avisos educativos para motoristas que cometeram infração na Av. John Boyd

 Emdec já emitiu 2,6 mil avisos educativos para motoristas que cometeram infração na Av. John Boyd

Foto: PMC

Cerca de 2,6 mil avisos educativos foram emitidos pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) aos condutores que cometeram infrações de trânsito na Avenida John Boyd Dunlop (JBD), como parte da campanha “JBD: Morte Zerø no Trânsito”. Foram 2.199 avisos enviados e outros 441 estão em processo de envio. O apelo reforçado nas correspondências é para que os motoristas repensem comportamentos no trânsito.

As infrações foram identificadas por quatro novos equipamentos de fiscalização eletrônica, entre os dias 17 de maio e 7 de junho, sendo dois medidores fixos de velocidade, instalados no Jardim Nova Esperança; e dois medidores de avanço semafórico, parada sobre a faixa de pedestres e excesso de velocidade, instalados no Jardim Roseira.

Até o dia 13 de junho, os novos radares coletam dados para o envio das mensagens de conscientização. Do total de 2.640 infrações registradas, 2.415 envolvem excesso de velocidade – 1.824 condutores transitaram até 20% acima da velocidade máxima permitida; 471 condutores transitaram mais de 20% até 50% acima da velocidade máxima permitida; e 120 trafegaram acima de 50% além da velocidade máxima permitida. Foram registradas 225 infrações por avanço de sinal vermelho e, até o momento, não foram identificadas infrações por parada sobre a faixa de pedestres.


“Precisamos ter o entendimento de que os radares são instrumentos de proteção à vida. A sua implantação é precedida de análise, que considera, entre outros pontos, o número de acidentes registrados nas vias”, destacou o presidente da Emdec, Vinicius Riverete.

Autuações

A efetiva operação dos equipamentos e as autuações serão iniciadas a partir do dia 30 de junho. No Jardim Nova Esperança, são dois novos medidores fixos de velocidade: no sentido bairro – Centro da Avenida JBD, próximo à Rua Francisca Alves do Pinho; e no sentido Centro – bairro da via, anterior à Rua Francisca Alves do Pinho. A velocidade máxima permitida é de 50 km/h. No total, os dois locais registraram nove acidentes nos anos de 2021 e 2022, incluindo um óbito.

Outros dois medidores de avanço de sinal vermelho, parada sobre a faixa de pedestres e excesso de velocidade foram instalados no sentido Centro – bairro da Avenida John Boyd Dunlop, no Jardim Roseira, próximo à Avenida Brasília; e na altura da Estação BRT Roseira / PUCC. Nos dois pontos, a Emdec registrou 48 ocorrências no total, em 2021 e 2022, sendo dois acidentes com vítimas fatais.

Foto: PMC

Radares salvam vidas

A função de prevenir acidentes e salvar vidas no trânsito exercida pelos radares é ilustrada pelo equipamento instalado na Avenida Isaura Roque Quércia, que entrou em operação efetiva em outubro de 2021. Em 2020, foram registrados nove acidentes na via; sendo quatro ocorrências com vítimas, uma delas fatal. Entre os meses de janeiro e julho de 2021, foram registradas duas ocorrências sem vítimas e um acidente com vítima.

Os dados de acidentalidade registrados após a ativação dos radares demonstram queda no número e na gravidade das ocorrências na Avenida Isaura Roque Quércia. Entre os meses de agosto de 2021 e abril deste ano, foram registrados um acidente com vítima não fatal (choque com poste) e mais uma ocorrência sem vítima (choque com árvore).

Campanha Morte Zerø

Lançada em fevereiro, a Campanha “JBD: Morte Zerø no Trânsito” conta com o apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global (BIGRS), busca zerar o número de acidentes fatais na Avenida John Boyd Dunlop e conscientizar a população sobre o excesso de velocidade.

Entre as iniciativas da campanha estão o reforço da sinalização viária ao longo da avenida. Na última terça-feira, dia 7 de junho, a Emdec iniciou a implantação de 12 placas especiais (seis por sentido) no modelo lima-limão (fluorescentes) em pontos onde foram registrados acidentes de trânsito.

São dois tipos de sinalização vertical. Uma das placas reforça a velocidade máxima permitida na via (50 km/h), convidando os condutores a respeitar a sinalização e o outro chama a atenção para o número de vidas perdidas por acidentes de trânsito ocorridos na Avenida JBD, em 2021.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também: Novo ponto turístico de Mogi, Vila Helio terá novas lojas e salas comerciais

Outras notícias