Ex-governador Geraldo Alckmin é indiciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

 Ex-governador Geraldo Alckmin é indiciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin foi indiciado pela Polícia Federal junto com outras duas pessoas do seu governo por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

As investigações saíram da operação Lava Jato a partir da delação da Odebrecht. Três executivos da empreiteira confirmaram repasses de 10,3 milhões de reais do setor de propinas à campanha de Alckmin em 2010 e 2014.

O objetivo era manter Alckmin em evidência por causa de várias obras que o Governo do Estado estavam planejando, algumas delas sequer saíram do papel como por exemplo os trens regionais.


Com o pagamento da propina, a Odebrecht poderia ser beneficiada nas licitações dessas obras, incluindo a Linha 6 do Metrô e o Emissário Submarino da Baixada Santista.

O ex-governador não se pronunciou até o momento e o PSDB disse que confia na total idoneidade de Geraldo Alckmin e que ele trabalhou sempre de acordo com a lei.

Da Redação ODC.
Fonte: O Liberal
Leia também: Homem é preso ao tentar subornar policial rodoviário com 5 mil reais

Outras notícias