Família é despejada de imóvel público ocupado em Paulínia; Advogado considera ato ilegal

 Família é despejada de imóvel público ocupado em Paulínia; Advogado considera ato ilegal

Uma família foi despejada de um imóvel público localizado na cidade de Paulínia nesta última quinta-feira, dia 03/09. Uma mulher e dois filhos adolescentes foram alvos de um processo de reintegração de posse.

A prefeitura de Paulínia informou que o processo de reintegração começou em agosto do ano passado, porém desde novembro de 2018 que a administração tenta um acordo com a mulher, oferecendo benefícios sociais para que ela saísse do local.

Uma das filhas da mulher tem 16 anos e está grávida de nove meses. Mesmo com isso e com a pandemia do novo coronavirus, a família foi colocada na rua. Os quatro cães que moravam no local foram para hotéis caninos.


Agentes da Guarda Municipal cumpriram a determinação judicial de reintegração de posse. O advogado da família alegou que a decisão judicial determinava que a família fosse transferida de lugar, e não despejada.

Além disso, o advogado considera que houve um erro no processo, já que os despejos estão suspensos por causa da pandemia do novo coronavirus. O imóvel foi lacrado e vai virar espaço para oficinas culturais. A família foi para casas de parentes.

Da Redação ODC.
Fonte: Correio Popular
Leia também: Por que a frota de ônibus em Campinas ainda não voltou ao normal, mesmo com a superlotação?

Outras notícias