Família ganha dinheiro na internet fazendo lives em plataforma específica

 Família ganha dinheiro na internet fazendo lives em plataforma específica

Quando entrei no aplicativo estava morando longe da minha família. Contei a notícia e todos criaram uma conta no LiveMe pra matarmos a saudade.

Quem diria que fazer transmissões de vídeo online poderia ser algo tão divertido para uma família? Quem imaginaria que essa mesma família ainda conseguiria ajudar muitas pessoas com as suas lives e ainda aumentar a renda mensal?

Pois isso é o que acontece há dois anos com três brasileiros que decidiram entrar nesse mundo usando o LiveMe: a mãe Neusa Borelli e os seus filhos Neto Borelli e Samantha Borelli. No aplicativo, cada integrante da família transmite seus conteúdos variados, cada um do seu jeito, mas todos também o utilizam para matar a saudade:


“Quando entrei no aplicativo estava morando longe da minha família. Contei a notícia e todos criaram uma conta no LiveMe pra matarmos a saudade.”

Neto Borelli

As transmissões da família Borelli

Apesar de todos preferirem fazer suas transmissões da maneira tradicional, sozinhos e interagindo com as pessoas que estão assistindo, cada integrante da família tem suas preferências de conteúdo. Neto (o primeiro Borelli a entrar no LiveMe), por exemplo, prefere fazer lives que proporcionem alegria e momentos de descontração:

“Eu gosto muito de entreter os meus amigos da forma mais engraçada possível e também converso sobre alguns temas que as pessoas pedem.”

Neto Borelli

Enquanto isso, mãe e irmã seguem uma linha um pouco mais voltada à ajuda das outras pessoas, conversando e ajudando-as. Samantha gosta de expor pensamentos e mensagens que causem reflexões, além de dar aulas de Yoga e coaching pessoal. Já a mãe, Neusa Borelli, busca ajudar pessoas com problemas como ansiedade e depressão a partir das artes divinatórias:

“O interessante é que o LiveMe tem sido de grande importância para muitas pessoas. No meu caso meu objetivo não é em conjunto e sim cada um por si. Vejo como interação. Por isso falo por mim, meu objetivo é ajudar pessoas com as artes divinatórias e ajudar meus filhos ou pessoas que eu sinta afeição.”

Neusa Borelli

Neusa ainda destaca a ajuda do conhecimento adquirido nas formações em medicina tradicional chinesa, acupuntura e auriculoterapia para auxiliar quem precisa de socorro. Foi o que aconteceu com uma pessoa que chegou até ela no LiveMe:

“(…) uma jovem que estava em um momento desconfortável em sua vida e buscou no aplicativo alguma ajuda. Levei palavras de conforto e expliquei o valor da vida e da positividade. Não foi somente esse ocorrido, mas muitos com a mesma questão.”

Neusa Borelli

Aumento de renda com o LiveMe

Além de mostrar bastante conteúdo, a família Borelli também consegue monetizar os esforços. Os dois irmãos são aqueles que mais se interessam por essa possibilidade no LiveMe, depois de perceber que poderiam ganhar dinheiro no aplicativo:

“Eu passei a contar muito com o LiveMe para aumentar a minha renda familiar após começarmos a vivenciar e comprovar o quanto o aplicativo pode proporcionar às pessoas que fazem live regularmente(…)”

Samantha Borelli

Samantha ainda destaca que reservar um pouco mais do tempo diário dela para interagir no app fez com que a sua renda aumentasse bastante. No entanto, há uma integrante da família Borelli que não está tão interessada nesse aspecto: a mãe.

Para Neusa, o principal objetivo é ajudar e orientar as pessoas que passam por ela no LiveMe. A matriarca diz que costuma receber alguns presentes virtuais como transmissora, mas prefere convertê-los e presentear. Sempre ajudando todos que precisarem, mas também gostando bastante dos jogos e competições que acontecem rotineiramente:

“Minha mãe não utiliza o LiveMe com o propósito de melhorar a sua renda familiar mas gosta tanto do aplicativo, das competições e jogos de H2H que está sempre por lá.”

Neto Borelli

LiveMe e relacionamento familiar

O LiveMe também ajudou bastante a estreitar os laços familiares, trazendo mais assuntos em comum a todos e divertindo-os. De acordo com Samantha, a reação das pessoas ao descobrir que os três são da mesma família é bastante engraçada. Neto ainda conta outra situação muito inusitada, que acontece bastante e causa boas risadas:

“É muito divertido também ver outras pessoas que não são familiares colocando o nosso sobrenome no seu nome de usuário do aplicativo.”

Neto Borelli

Para todos os três, o LiveMe representa a alegria compartilhada, estreitando o relacionamento entre família e amigos. Mas além disso, Neusa ainda destaca um momento muito especial no aplicativo que é quando está competindo com o filho:

“A situação mais divertida é ganhar do Neto Borelli nas batalhas. Ao mesmo tempo fico com peninha mas caio em gargalhadas.”

Neusa Borelli

Outras notícias