Governo do Estado adota protocolos de abordagem entre policiais em São Paulo

 Governo do Estado adota protocolos de abordagem entre policiais em São Paulo

O Governo do Estado de São Paulo adotou novos protocolos de abordagem entre policiais em todas as localidades paulistas. Esse é o primeiro protocolo entre polícias em São Paulo.

A medida ocorreu um mês depois de três policiais militares morrerem em uma intensa troca de tidos com um falso policial civil em um bairro da capital paulista. O caso aconteceu no dia 8 de agosto.

Nesse caso, o criminoso usava uma identidade falsa de policial civil para abordar motociclistas e assaltar. Policiais militares foram chamados e enquanto checavam a identidade do homem, ele sacou uma arma e atirou.


“A falta de padronização esbarra na insegurança em abordagens despreparadas, agressivas e desrespeitosas de policiais militares contra policiais civis, sendo potencialmente lesiva para o bom relacionamento das instituições, nas respectivas atividades fins e, em última análise, gera crise institucional entre as forças de segurança”, diz um documento do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) enviado para a Secretaria de Segurança Pública para que fossem criados protocolos específicos até para evitar abusos entre os policiais.

Agora, a revista pessoal poderá ser feita em três circunstâncias: quando for recusada a ordem de entregar a identificação de policial; caso a pessoa não esteja portando sua funcional; “quando o abordado apresentar sinais de descontrole físico, emocional ou comportamento agressivo”.

Do contrário, um policial abordado e devidamente identificado como tal, o mesmo “não será desarmado, nem submetido à busca pessoal, salvo eventuais situações excepcionais que deverão ser justificadas por escrito ao final da ocorrência.”.

As novas resoluções ainda vão passar por uma regulamentação, o que deve acontecer dentro do prazo de quinze dias.

Da Redação ODC.
Fonte: Repórter Beto Ribeiro
Leia também: Sons durante velório de mulher causa espanto e bombeiros são chamados em Campinas

Outras notícias