A equipe econômica do Governo Federal está quebrando a cabeça para saber como vai financiar o Renda Brasil, novo nome dado para o antigo Bolsa Família e que terá alcance maior.

Uma das propostas que está sendo considerada viável é a suspensão dos reajustes das aposentadorias e pensões pelo prazo de pelo menos dois anos.

Para isso, será necessário fazer a desvinculação dos benefícios do salário mínimo, ou seja, quem ganha um salário mínimo passaria a ganhar menos ainda, já que não teriam aumento.

Todo o dinheiro economizado com essa medida seria direcionado ao Renda Brasil. A proposta está em discussão entre ministros do Governo e o presidente Jair Bolsonaro ainda não se posicionou a respeito.

As maiores reclamações acerca disso são de que o governo poderia cortar outros custos, como altíssimos salários e benefícios de algumas pessoas do alto escalão federal, mas no fim o corte vai acabar ficando para a camada mais pobre da população.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Supermercados começam a limitar compra de arroz e óleo de soja