Governo quer prorrogar auxílio emergencial até o fim do ano mas com valor menor

 Governo quer prorrogar auxílio emergencial até o fim do ano mas com valor menor

O auxílio emergencial do Governo Federal para a população prejudicada pela pandemia do novo coronavirus poderá ser prorrogado até o final do ano, porém com um valor menor que os atuais 600 reais por parcela.

De acordo com o presidente Jair Bolsonaro, a ideia é ter um meio-termo entre os atuais 600 reais e os 200 reais propostos pelo governo.

O atual valor de 600 reais termina neste mês e precisa passar por uma nova aprovação caso seja prorrogado. Bolsonaro disse que 600 reais são inviáveis para se manter até o final do ano.


“Os R$ 600 pesam muito para a União. Não é dinheiro do povo porque não está guardado, é endividamento. E se o país se endivida demais, acaba perdendo sua credibilidade para o futuro. Então, R$ 600 é muito”, disse o presidente.

Os parlamentares estão estudando a ideia de manter mais uma parcela de 600 reais e outra de 300 reais, porém isso ainda não foi decidido. De qualquer forma, esse dinheiro será um endividamento do governo, pois não há caixa.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Quarentena em Campinas vai acabar só quando chegar a vacina, afirma Jonas Donizette

Outras notícias