Há um novo coletor de pilhas e baterias usadas em Hortolândia

 Há um novo coletor de pilhas e baterias usadas em Hortolândia

A Prefeitura de Hortolândia instalou um novo coletor para pilhas e baterias usadas.


O equipamento está colocado na Papelaria Fabiano, localizada na rua Antônio Fernandes Leite, 254, Jardim Santa Izabel.

Atualmente, o município conta com 10 coletores.

Por meio desta ação, a Prefeitura fortalece a coleta seletiva de materiais recicláveis na cidade.

Os equipamentos foram doados pelo Consimares (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos), do qual Hortolândia faz parte.

O consórcio é responsável pela retirada das pilhas e baterias dos coletores e encaminha o material para uma empresa de reciclagem.

Os primeiros coletores foram instalados no final do ano passado.

Para que a população consiga identificá-los, os coletores são de cor alaranjada e têm um adesivo do consórcio colado na parte frontal.

Podem ser descartadas pilhas e baterias que são utilizadas em celulares e outros tipos de aparelhos eletroeletrônicos.

A diretora do Departamento de Licenciamento Ambiental e Gestão de Resíduos da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Elaine Cristina de Sousa, explica que pilhas e baterias devem ser descartadas separadamente de resíduos orgânicos e de outros tipos de materiais recicláveis porque contêm metais pesados tóxicos, tais como chumbo, mercúrio e cádmio.

Estes elementos podem contaminar o meio ambiente e, com isso, causar graves malefícios à saúde humana.

PEVs

Além destes 10 coletores, a população pode fazer o descarte correto de resíduos nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) e LEVs (Locais de Entrega Voluntária de Recicláveis) da Prefeitura existentes na cidade.

Nos PEVs, os moradores podem descartar com segurança, gratuitamente, resíduos recicláveis e reaproveitáveis, como entulhos de construção, isopor, plástico PET, sofás, colchões velhos, o chamado “resíduo eletrônico”, dentre outros. Neles, não é permitido o descarte de lixo orgânico, resíduos industriais e provenientes dos serviços de saúde.

No caso dos resíduos de construção, a quantidade de descarte é limitada a 1m³ por pessoa por mês, quantidade que equivale a 1.300kg, ou seja, cerca de 26 sacos de ráfia de 50kg ou o volume de uma caixa d’água de 1.000 litros.

O horário de funcionamento dos PEVs é de segunda a domingo, inclusive feriados, das 8h às 12h e das 13h às 16h30, com exceção dos PEVs Orestes Ôngaro e Jardim Santiago.

Atualmente, o município conta com 11 PEVs.

Em razão da pandemia, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável ressalta que a população só pode utilizar os PEVs para fazer o descarte com o uso obrigatório de máscara.

Já nos LEVs é possível descartar materiais como embalagens de vidro, garrafas pet, plásticos, papéis e papelões, isopor, copo descartável, entre outros materiais.

Os LEVs recebem materiais 24h, todos os dias

Da Redação ODC.
Leia também: Linha 369 terá uma partida a mais aos fins de semana

Outras notícias