Homem “batizava” sabão em pó com sal em casa na Zona Rural de Limeira

 Homem “batizava” sabão em pó com sal em casa na Zona Rural de Limeira

Wagner Morente/GCM

Como se não bastasse as adulterações de produtos que já conhecemos, uma “novidade” foi descoberta nesta última terça-feira, dia 02/07, em Limeira. A Guarda Civil Municipal da cidade primeiramente encontrou várias gaiolas com aves silvestres confinadas. Uma denúncia anônima levou os guardas até o local para verificar que haveriam cerca de 30 aves nessa casa, que fica na zona rural.

Mas ao entrar na casa, a Guarda encontrou várias caixas de sabão em pó abertas e grandes sacos de sal. O dono do material informou que misturava o sal com o sabão em pó para revender à lavanderias, mas não era bem isso que acontecia. As caixas de sabão em pó estavam abertas de forma muito cuidadosa, indicando que o produto era retirado, misturava-se sal e depois o produto voltava para a caixa, que era novamente colada.

O sabão em pó batizado era vendido por R$ 3,50 o quilo, de acordo com o proprietário. A ocorrência foi registrada em uma delegacia local e fiscais do meio ambiente foram chamados para levar os pássaros. A Vigilância Sanitária também foi chamada para verificar a questão do sabão batizado.


Da Redação ODC.

Outras notícias