Um homem de 36 anos de idade está sendo acusado de ter abusado da própria enteada de 11 anos de idade. O crime aconteceu no interior de Santa Catarina.

A menina agora descobriu estar grávida de 8 meses depois que foi levada pela mãe até uma unidade de saúde local. Ela está sob proteção do Estado e recebe acompanhamento médico.

O criminoso já foi preso mas pelo fato de já ter um outro mandado de prisão nas costas por conta de um inquérito que corre em segredo de justiça.

“Só se soube da gravidez e do crime contra a dignidade sexual da criança quando a mãe da menina de 11 anos levou ela no posto de saúde. São casos muito difíceis de a polícia agir, porque são situações em que vítimas e agressores normalmente convivem juntos, e com a pandemia também estão reclusos juntos, na mesma casa”, explicou a coordenadora das Delegacias de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso de SC, delegada Patrícia Zimmermann D’Ávila.

Nesse caso poderá ser feito um parto antecipado e não um aborto, pois o feto já está muito grande. Após o nascimento da criança, deverá ser feito exame de DNA para comprovar o crime de estupro.

Da Redação ODC.
Fonte: R7
Leia também: Campinas vai ganhar 140 novos relógios digitais que serão instalados nas principais vias