Homem manda matar ex-amante fora do país, mas crime acontece no Brasil e corpo é queimado

 Homem manda matar ex-amante fora do país, mas crime acontece no Brasil e corpo é queimado

Um empresário está sendo apontado como mandante do crime contra uma ex-amante. O caso aconteceu na cidade de Goiânia, capital de Goias. O corpo da vítima ainda não foi encontrado.

De acordo com investigações, o empresário enviou um amigo até à Colômbia, onde a vítima Lilian de Oliveira estava. Ronaldo Ferreira ficou entre os dias 5 e 17 de dezembro em Bogotá acompanhando todos os passos da mulher.

Ele chegou até a fazer campana no hotel onde ela estava hospedada. O objetivo era matar a mulher lá, mas como Ronaldo tinha dificuldades com o idioma, não conseguiu contratar ninguém para cometer o crime.


Com isso, ele voltou para o Brasil e esperou Lilian desembarcar em Goiânia, o que aconteceu no dia 13 de fevereiro. Ela foi recebida por uma pessoa em uma picape e desde então está desparecida.

O corpo dela teria sido queimado em uma fornalha de laticínio pertecente ao empresário Jucelino Pinto Fonseca, apontado como o mandante. A ex-babá do filho de Lilian, Cleonice Ferreira, também é acusada de ajudar no crime para depois ficar com a criança.

Lilian estava em Bogotá para visitar um colombiano que conheceu no Brasil e com quem mantinha um relacionamento. Sua passagem foi paga por Jucelino, seu ex-amante. Ronaldo teria uma dívida de R$ 20 mil perdoada caso conseguisse matar Lilian.

Jucelino e Ronaldo chegaram a serem presos, mas foram soltos pela justiça local e são monitorados por tornozeleira eletrônica. Cleonice também foi presa, mas conseguiu um habeas corpus.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Mulher de 32 anos é morta no Jardim Florence em Campinas; Ex-genro é suspeito

Outras notícias