Homem mata esposa estrangulada por ciúmes, e depois do crime pediu dinheiro para a sogra

 Homem mata esposa estrangulada por ciúmes, e depois do crime pediu dinheiro para a sogra

Um ajudante de pedreiro de 20 anos de idade matou a esposa de 19 anos na comunidade de Parelheiros, zona sul de São Paulo. Os dois moravam no local porém o criminoso teve que sair do local.


A fuga para a Baixada Santista depois que o assassino foi expulso do bairro e no fim acabou se entregando para a polícia. Ele confessou o crime e disse que estrangulou a jovem porque teria descoberto uma traição.

A mãe da vítima se revoltou com esse relato e desmentiu tudo, dizendo que o criminoso matou a sua filha porque ela estava saindo de casa e ele não aceitava a separação.

Um dia antes do crime, a vítima ligou para a mãe avisando que estava arrumando as coisas para ir embora, pois era constantemente roubada pelo marido dentro de casa.

Depois de cometer o crime, o rapaz disse que “ajudou” a fazer buscas e que perguntou para a sogra sobre a filha dela. A sogra ainda deu 20 reais e um cartão de ônibus ao assassino para que ele pudesse procurar a filha dela, que já estava morta.

O corpo foi encontrado pelo padrasto da jovem no domingo, dia 08/11 em uma área de mata. O criminoso se passou pela vítima para pedir dinheiro pelo celular, logo depois de ter cometido o crime. A morte teria sido executada no dia 4/11 à noite.

Da Redação ODC.
Fonte: Repórter Beto Ribeiro
Leia também: Boato de que prefeitura fechará comércio em Campinas após eleições não é verdade

Outras notícias