Homens são encontrados em condições análogas à escravidão em alojamento de obra do CDHU

0
781

O Grupo de Combate ao Trabalho Escravo da Superintendência Regional do Trabalho de São Paulo encontrou um grupo com nove pessoas que viviam em estado deplorável na cidade de Jaguariúna.

Os trabalhadores vieram do estado do Maranhão para construir unidades habitacionais do CDHU na cidade de Itatiba. O salário dos trabalhadores, contratados pela empresa Viasol, estava atrasado há três meses. Por conta disso, tanto a Viasol quanto a CDHU foram responsabilizadas pela situação precária.

Na semana passada a CDHU se comprometeu a pagar toda a rescisão e as passagens de volta dos trabalhadores ainda nesta semana. Até lá, a Viasol se comprometeu a dar moradia e alimentação digna a todos.

Um termo de ajuste de conduta deverá ser formalizado pelo Ministério Público do Trabalho com o objetivo de regularizar a situação trabalhista de todos.

Da Redação ODC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui