Hortolândia segue com empréstimos para empreendedores através do Banco do Povo

 Hortolândia segue com empréstimos para empreendedores através do Banco do Povo

Foto: PMH

Mesmo com o cenário ainda de pandemia, Hortolândia consegue retomar o crescimento econômico. Um sinal positivo dessa retomada é o valor de empréstimos feitos pelo Banco do Povo, órgão vinculado à Prefeitura. Em janeiro desse ano, o órgão emprestou um total de R$ 452.911,46 para empreendedores da cidade. Em janeiro de 2021, quando ainda vigoravam as restrições de funcionamento para os setores de comércio e serviços, o banco não fez nenhum empréstimo. Apesar dos impactos da pandemia e das restrições, em 2021 o banco registrou um total de empréstimos de R$ 2.839.153,68.


O banco é um órgão do governo do Estado que atua em parceria com as prefeituras. O banco oferece linhas de créditos para microempreendedores individuais (MEIs), microempresas limitadas (MEs Ltdas.) e empresas individuais de responsabilidade limitada (EIRELIs).

Os valores dos empréstimos vão de R$ 200,00 a R$ 21.000,00, com juros de 0,35% ao ano e mais taxa de 1% de sustentabilidade do fundo do banco. A coordenadora do órgão, Alessandra Ramos, explica que os créditos devem ser utilizados somente para ações relacionadas com capital de giro e investimento fixo do negócio ou da empresa, tais como aquisição de equipamentos, mercadorias, matérias primas, veículos, entre outras ações.

A coordenadora relata que 70% dos empreendedores da cidade atendidos pelo banco são MEIs. “São empreendedores que atuam principalmente nas áreas de beleza e estética e de comércio de vestuário”, destaca Alessandra.

Para obter linha de crédito oferecida pelo banco, o empreendedor deve estar com a situação regularizada no Serasa (Centralização de Serviços dos Bancos), SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e Cadin (Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados) estadual e federal e apresentar uma série de documentos. Além disso, o empreendedor deve ser residente ou ter negócio ou empresa constituído na cidade. A coordenadora salienta que a solicitação de crédito está sujeita à análise.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, João Pereira da Silva, destaca que o órgão oferece um apoio fundamental para empreendedores darem continuidade a suas atividades no pós-pandemia. “Nesse momento atual, é importante a Prefeitura, por meio do Banco do Povo, ajudar os empreendedores que passaram por muitas dificuldades na pandemia e facilitar a retomada das suas atividades. Com isso, eles vão gerar mais renda e emprego para o município. Além disso, o Banco do Povo realiza várias ações em parceria com os outros órgãos da Prefeitura, como a Casa do Empreendedor e o Sebrae, para ajudar e orientar quem tem um negócio ou uma empresa. Para os empreendedores que estão em dificuldades, o Banco do Povo está à disposição para oferecer orientações para ajudá-los na obtenção dos créditos necessários para que consigam retomar suas atividades”, destaca Pereira.

Implantado no município em 2004, o banco fica dentro do HORTOFÁCIL, localizado na rua Argolino de Moraes, 405, Vila São Francisco. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Para mais informações e orientações, os empreendedores podem entrar em contato com o banco pelo telefone (19) 3965-1400, ramais 8915 ou 8920, ou pelo e-mail [email protected] Em virtude da pandemia, o banco mantém os protocolos sanitários com o uso obrigatório de máscara, distanciamento e disponibilização de álcool em gel para higienização.

As informações são da Prefeitura de Hortolândia.
Leia também: Emdec abre chamamento para pontos de vendas que queiram participar da Nova Zona Azul

Outras notícias