Igreja diz que palavras do Papa Francisco sobre união de homossexuais foram “tiradas de contexto”

     Igreja diz que palavras do Papa Francisco sobre união de homossexuais foram “tiradas de contexto”

    As declarações do Papa Francisco sobre a união estável de homossexuais ainda está dando o que falar. De acordo com o Vaticano, a fala do pontífice no documentário sobre sua vida pessoal foi tirada de contexto.

    No documentário que estreou em 21 de outubro, o Papa teria dito que homossexuais têm o direito de estar em uma família e que as leis de união civil para homossexuais são necessárias.


    Depois disso, a Secretaria de Estado da Santa Sé enviou uma nota explicativa a seus embaixadores, mas sem fazer “barulho”. A nota diz que duas declarações separadas a respostas diferentes foram unidas para parecer apenas uma.

    O diretor do documentário afirmou que ele entrevistou o Papa, mas parte das imagens foram encontradas em uma entrevista dada ao canal mexicano Televisa em 2019. Já a outra parte é inédita.

    Ele ainda se negou a responder sobre a edição dos vídeos e não foi mais localizado. A nota da Sé informou que houve corte a um comentário onde o Papa teria dito ser contra ao casamento homossexual, porém se referia à leis de união civil.

    O Papa ainda teria dito a frase: “é incongruente falar sobre casamento homossexual”, porém a mesma foi cortada. Apesar de tudo, a Igreja tem ensinado que tendências homossexuais não são pecados e que atos devem ser tratrados com respeito.

    Da Redação ODC.
    Fonte: Giro 19
    Leia também: Polícia prende mulher que tentou envenenar os próprios filhos com chumbinho

    Outras notícias