Illusion Circus, do humorista Dedé Santana, estreia em Hortolândia na próxima sexta (06/12)

 Illusion Circus, do humorista Dedé Santana, estreia em Hortolândia na próxima sexta (06/12)

Respeitável público de Hortolândia, o circo chegou! A cidade recebe, pela primeira vez, o Illusion Circus do humorista Dedé Santana, que integrou o quarteto cômico Os Trapalhões, formado por Renato Aragão e pelos falecidos Zacarias (1934-1990) e Mussum (1941-1994). Entre os anos de 1960 a 1990, o grupo estrelou um programa de televisão e lançou vários filmes que foram sucesso de bilheteria. A trupe estreia, nesta sexta-feira (06/12), às 20h30. O circo ficará instalado no Parque Socioambiental “Renato Dobelin”, localizado na rua Argolino de Morais, s/nº, Vila São Francisco, ao lado do HORTOFÁCIL. A vinda do circo ao município conta com o apoio da Prefeitura, que cedeu o espaço para a instalação da estrutura, e do Shopping Hortolândia.

Uma das atrações é o mágico Wander Rabelo, do programa do Faustão. O público também poderá conferir as tradicionais atrações circenses como malabaristas, equilibristras e o globo da morte. O circo terá sessões de terça à sexta-feira, às 20h30, sábado e domingo, nos horários das 16h, 18h e 20h. Os ingressos poderão adquiridos, a partir desta sexta-feira, na bilheteria do circo ou na internet, por meio do site Mega Bilheteria.

De acordo com o secretário-adjunto de Cultura, Adilson Nascimento de Carvalho, para possibilitar a vinda do circo à cidade, a Prefeitura disponibilizou o espaço do Parque Socioambiental “Renato Dobelin” onde o circo ficará montado. “O local foi escolhido por estar numa região central de fácil acesso para a população”, ressalta Adilson.


A secretária de Cultura, Alessandra Amora Barchini, enfatiza que, ao apoiar a vinda do circo à cidade, a Prefeitura cumpre seu papel de proporcionar diferentes opções de espetáculos artísticos para a comunidade. “A Prefeitura sente-se honrada em receber na cidade o Illusion Circus do consagrado humorista Dedé Santana. O circo, com sua atmosfera de alegria e brincadeiras, ocupa um lugar especial no imaginário das pessoas por evocar lembranças da infância. Por isso, é  importante ajudarmos a manter viva esta bela tradição que é a arte circense”, destaca Alessandra.

Outras notícias