Já está liberada consulta para saber se trabalhadores têm direito ao novo auxílio emergencial

 Já está liberada consulta para saber se trabalhadores têm direito ao novo auxílio emergencial

Foi liberado ontem, dia 02/04, o acesso para os trabalhadores conferirem se têm direito ao novo auxílio emergencial do governo federal.

A consulta pode ser feita pelo Portal de Consultas no sistema do Dataprev. Para consultar é só acessar o endereço https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta/#/

Quem já recebe o Bolsa Família e tem inscrição no CadÚnico, não estão nesse sistema do Dataprev pois as parcelas são depositadas automaticamente. Vejam os demais detalhes:


CRITÉRIOS

Para conceder as quatro parcelas do auxílio emergencial este ano o governo definiu novas faixas de pagamento:

– Mulheres chefes de família: R$ 375

– Famílias com duas ou mais pessoas, exceto aquelas com mães chefes de família: R$ 250

– Auxílio para pessoas que moram sozinhas: R$ 150

PODEM RECEBER

– Famílias com renda per capita de até meio salário mínimo (R$ 550) e renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300);

– Público do Bolsa Família poderá escolher o valor mais vantajoso entre os benefícios e receber somente um deles.

– Trabalhadores informais;

– Desempregados;

– Microempreendedor Individual (MEI).

Não podem receber o auxílio
– Trabalhadores com carteira assinada e servidores públicos;

– Pessoas que não movimentaram os valores do auxílio emergencial e sua extensão em 2020;

– Quem estiver com o auxílio do ano passado cancelado;

– Cidadãos que recebem benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista ou de programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família e do PIS/Pasep;

– Médicos e multiprofissionais;

– Beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares;

– Quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019 ou tinha, em 31 de dezembro daquele ano, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

– Cidadãos com menos de 18 anos, exceto mães adolescentes.

– Quem estiver no sistema carcerário em regime fechado ou tenha seu CPF vinculado, como instituidor, à concessão de auxílio-reclusão.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Empresa abre mais de 150 vagas para serviços remotos; Veja as oportunidades

Outras notícias